Educação, Tomar

Encontro da CPCJ analisa efeito protetor da escola em Tomar

Realiza-se nos próximos dias 23 e 24 de novembro, sexta-feira e sábado, na Biblioteca Municipal desta cidade, o V Encontro da CPCJ (Comissão de Proteção de Crianças e Jovens) de Tomar, que este ano terá como tema “No risco previne-se; no perigo atua-se – a escola como fator de proteção na promoção dos direitos das crianças e jovens”.

A sessão de abertura ocorrerá pelas 9h30 de sexta-feira, com a presença de Armando Leandro (Presidente da Comissão Nacional de Proteção de Crianças e Jovens), Carlos Carrão (Presidente da Câmara Municipal de Tomar), Agripina Vieira (Diretora do Centro de Formação “Os Templários”) e Flávia Filipe (Presidente da CPCJ de Tomar).

Seguir-se-á o primeiro painel, com o título “No risco previne-se – competências das parcerias”, que será moderado por Luísa Barbeiro (Centro Distrital de Santarém), com as participações de Maria João Vargas-Moniz (ISPA) que falará sobre “Parcerias comunitárias: perceção de eficácia e resultados”, Rui Coelho (Agrupamento José Relvas – Alpiarça) acerca de “O Gabinete de Apoio ao Aluno” e Isabel Salvador (Grupo de representantes do Ministério da Educação) que abordará “O papel do professor/tutor na CPCJ”.

Para finalizar a manhã, António de Sousa (professor da Canto Firme), fará divulgação de uma boa prática: o Curso Profissional de Instrumentista.

A partir das 14h30 haverá novo painel, intitulado “No perigo atua-se”, moderado pela psicóloga Mónica Silva. Oradores: Rui Lopes com “ O papel moderador do suporte social na relação entre o mau trato e o sucesso escolar”, Gonçalo Coelho Arromba (Centro de Apoio Familiar e Aconselhamento Parental – Caritas de Coruche) sobre o “Plano P.I.A. – Prevenir, informar e acolher”, Aline Antunes e Sílvia Antunes (Centro de Apoio Familiar e Aconselhamento Parental – CRIFZ) acerca do “Projeto de desenvolvimento de competências sociais e pessoais” e Joana Calado (Lar de Infância e Juventude “Casa Dr. Alves” – Fundação Dr. Agostinho Albano de Almeida) abordando “Dos afetos ao sucesso escolar”.

A tarde terminará com um momento cultural com grupo de dança, seguido de debate.

No segundo dia do encontro, sábado, os trabalhos começam às 9h30 com o terceiro painel, “A importância da mediação no risco”, moderado por Luís Francisco (Federação Concelhia das Associações de Pais do Concelho de Tomar). Serão intervenientes a psicóloga Ana Reis e o sociólogo Pedro Cardoso que falarão da “Promoção de uma cultura de mediação na escola: O Caminho que se faz ao andar”, enquanto  Paulo Jorge Ferreira e Luís Morais (presidentes respectivamente das Associações de Pais das Escolas Secundárias Jácome Ratton e Santa Maria do Olival) debaterão “O papel das associações de pais na prevenção e no risco”.

Seguir-se-ão as “Perspetivas de futuro”, abordadas por José Possante e Maria Celeste de Sousa (presidentes respectivamente das CAP dos Agrupamentos de Escolas Templários e Nuno de Santa Maria).

O encerramento dos trabalhos teóricos ocorrerá pelas 12h30, com a presença de Tiago Leite (Diretor do Centro Distrital de Santarém), para além de Flávia Filipe e Agripina Vieira.

De tarde, a partir das 14h30, haverá ainda oportunidade para os participantes no encontro experimentarem “Roteiros que podem prevenir”, com uma visita ao Castelo dos Templários orientada por Eduardo Mendes (professor da EB 2, 3 D. Nuno Álvares Pereira).

Este encontro é considerado formação creditada de 15 horas pela CCPFC (pessoal docente) e pela DGRHE (pessoal não docente).

 


Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *