Cultura, Gondomar

Homenagem a D. João de França em Gondomar

O Bispo do Porto, D. Manuel Clemente, esteve em Gondomar, no dia 9 de novembro, para presidir a uma homenagem a um dos seus antecessores, D. João de França Castro e Moura (que exerceu funções entre 1862 e 1868, depois de uma longa missão no Oriente).

“É uma figura de relevo da história de Gondomar, que merece ser lembrada, valorizada e conhecida”, sublinhou o presidente da Câmara de Gondomar, Valentim Loureiro. O Bispo do Porto destacou, por seu lado, o papel de D. João de França para que a Igreja obtivesse autonomia face aos poderes monárquicos da época.

No Porto, o percurso de João de França Castro e Moura ficou marcado pela reabertura do Seminário Diocesano e pela reivindicação pela liberdade episcopal na nomeação dos párocos, tarefa em que os governos da época se imiscuíam.

Esta homenagem foi decidida na sequência da Visita Pastoral que, em dezembro de 2011, o Bispo do Porto fez à Vigararia de Gondomar. Nessa altura, depois de visitar a casa onde nasceu D. João de França Castro e Moura, o Bispo do Porto lançou o desafio para que se assinalasse a comemoração dos 150 anos do início das funções deste seu antecessor – “e um dos mais ilustres filhos de Gondomar”.

Em reunião de Câmara de 31 de outubro de 2012, foi aprovada, por unanimidade, tal homenagem. Uma homenagem que, classificou Valentim Loureiro, “é inteiramente justa, merecida, e que nos deu oportunidade, além do mais, de melhor conhecermos a vida desta relevante figura”.

A cerimónia de 9 de novembro teve início com o descerrar de uma placa na casa onde nasceu, na Rua dos Carregais. Depois, já na Biblioteca Municipal de Gondomar, realizou-se uma conferência (a cargo de D. Manuel Clemente). A iniciativa foi organizada pela Diocese do Porto, Câmara Municipal de Gondomar e Paróquia de S. Cosme.

 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *