Educação, Santa Comba Dão

Agrupamento de Escolas de Santa Comba Dão com o Projeto Rios pelo 3º Ano Consecutivo

O Projeto Rios é um projeto que visa a participação social na conservação dos espaços fluviais, procurando acompanhar os objetivos apresentados na Década da Educação das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável e contribui para a implementação da Carta da Terra e da Diretiva Quadro da Água.

 

A implementação deste projeto pretende dar resposta à visível problemática, de âmbito nacional e global, referente à alteração e deterioração da qualidade dos rios e à falta de um envolvimento efetivo dos utilizadores e da população em geral.

 

O Projeto Rios, pela metodologia que utiliza, pretende promover a curiosidade científica e implementar o método científico experimental, através da recolha e registo de informações e dados geográficos, físico-químicos, biológicos, eventos históricos, sociais e etnográficos, contribuindo assim para a melhoria do espaço estudado e da qualidade fluvial global, com vista à aplicação das exigências da Diretiva Quadro da Água e da Lei da Água.

 

É um projeto de educação ambiental, que contribui para a implementação de soluções sustentadas para os problemas dos ecossistemas fluviais. Para além da vertente técnica, este projeto visa também a tomada de consciência ambiental baseada na participação voluntária e ativa dos cidadãos (vertente social).

 

O Projeto Rios visa a adoção e monitorização de um troço de rio, de modo a promover a sensibilização da sociedade civil para os problemas e a necessidade de proteção e valorização dos sistemas ribeirinhos; e tem como principal objetivo implementar um plano de adoção de 500 metros de um troço de um rio ou ribeira.

Nesse âmbito, o Agrupamento de Escolas de Santa Comba Dão (através dos SPO (Serviços de Psicologia e Orientação – Psicóloga Gabriela Alexandra Vieira) em articulação com a GNR (EPNA e SPE) e com a Professora Cristina Melo adotaram um troço (1 Km) do Rio Dão – DAR VIDA AO DÃO! e com a colaboração dos alunos (8ºC, 8ºD e 8º E) pretendem:

 

• Promover a reflexão participada, com a finalidade de criar um intercâmbio de estratégias e metodologias de educação ambiental nas zonas ribeirinhas.

• Criar um espírito de cooperação entre os grupos envolvidos inscritos, fomentando a troca de ideias e experiências em torno de preocupações referentes às zonas de estudo.

• Monitorizar e inspecionar troços de um rio ou ribeira, com vista à avaliação do grau de qualidade da linha de água adotada.

• Realizar monitorizações ou inspeções regulares, com o objetivo de reunir e intercetar dados comparativos (no mínimo duas inspeções por ano).

• Implementar ações que promovam a melhoria do rio ou ribeira adotado (no mínimo uma ação por ano).

• Sensibilizar a comunidade para a adoção de estratégias promotoras de mudanças conceptuais, com vista à melhoria do ambiente geral e das linhas de água em particular.

• Promover a ligação afetiva da população ao espaço ribeirinho e á comunidade local.

• Organizar ações, atividades e eventos para a promoção, divulgação e discussão sobre a água e a importância dos ecossistemas ribeirinhos.

• Levar a comunidade local a adotar um papel ativo na defesa do ambiente e na redução dos impactos negativos, de algumas ações do Homem, nos ecossistemas ribeirinhos.

• Promover a utilização das novas tecnologias de informação.

• Alargar a informação e sensibilização à população em geral, promovendo campanhas de sensibilização e ações de melhoria.

• Contribuir para a implementação da educação ambiental enquanto área transversal na política das escolas.

 

No âmbito do Projeto Rios, em parceria com a Câmara Municipal de Santa Comba Dão, vão ser implementadas algumas atividades de limpeza das margens do troço adotado, monitorização e descrição do local de amostragem (largura, profundidade, velocidade, caudal, sombra, substrato litológico do leito, rochas, substrato geológico, humidade).

 

Também, se vai fazer uma recolha de águas para se proceder à medição e registo das características físico-químicas da água (temperatura, pH, NO2, dureza, transparência), à observação e registo da vida no rio (plantas aquáticas, répteis, mamíferos, anfíbios, aves, peixes, árvores e arbustos, invertebrados, cogumelos, insetos, borboletas, líquenes, musgos) e ao registo da situação ambiental do rio e do bosque ribeirinho, de forma a preencher a ficha de recolha de dados.

 

Com a aplicação prática deste projeto é possível aprender a valorizar a importância das linhas de água, implementar uma observação, monitorização ou vigilância visando a conservação do troço adotado.

 

Estas atividades serão realizadas nos dias 24 de Outubro, 7 de Novembro e numa outra data a acordar, nas margens do rio Dão – Granjal (Santa Comba Dão) das 13h30 às 16h30m, com vista à concretização de alguns dos objetivos acima apresentados.

 

O Projeto Rios é um projeto nacional e internacional tendo iniciado a sua ação em Espanha.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *