Cultura, Portimão

Festival Cidades Invisíveis traz Barcelona ao Teatro Municipal de Portimão

Música, teatro, novo-circo, dança, fotografia, cinema e literatura são as múltiplas formas de expressão artística que caracterizam a quarta edição do Festival Cidades Invisíveis que decorrerá no TEMPO – Teatro Municipal de Portimão, de 19 e 27 de outubro.

 

A cidade de Barcelona, cenário literário da obra “A Cidade dos Prodígios” de Eduardo Mendoza, servirá de guia numa viagem em redor da Barcelona literária lendária e já desaparecida, para interpelar a Barcelona atual, através dos seus criadores contemporâneos.

 

O Festival terá início a 19 de outubro, às 18h00, com a inauguração da exposição de fotografia “Barcelona’s Multiverse”, da autoria de Lluís Bussé, patente até 10 de novembro, e que apresenta um conjunto de imagens resultantes de uma associação de lugares e monumentos como a Sagrada Família, a Torre Agbar ou o Parque Güell, com outros locais da urbe catalã, originando a construção de uma outra Barcelona possível.

 

De 19 a 27, a conceituada fotógrafa portuguesa Susana Paiva orienta um workshop de fotografia de espetáculo, excelente proposta para quem desejar iniciar-se na fotografia de cena que, além de uma abordagem teórica, oferece aos participantes a possibilidade de colocarem em prática os conhecimentos, fotografando os eventos que integram o festival.

 

Sábado, dia 20, pelas 21h30, no Grande Auditório do TEMPO, será apresentado “Música para animais selvagens”, um espetáculo surpreendente para toda a família, que junta em palco nove artistas de circo e 20 músicos, e que apela à participação do público, com bilhetes entre os 14 e os 16 euros.

 

Criado por Adrian Schvarzstein e imaginado a partir da obra “O Carnaval dos Animais” de Camille Saint-Saën, foi especialmente criado para o Festival Grec de Barcelona e levado a cena pelos Kamchàtka, uma das mais prestigiadas companhias catalãs. A interpretação musical está a cargo da Orquestra Clássica da Academia de Música de Lagos, contando com a participação especial da acrobata portuguesa Patrícia Dias.

 

Segue-se um ciclo de cinema dedicado a Ventura Pons, o realizador catalão mais aclamado pela crítica, com exibição de 24 a 26 de outubro dos filmes “Morir (o no)”, “Barcelona (un mapa)” e “Any di Gràcia”, sempre às 21h30 no Pequeno Auditório e com bilhetes a dois euros.

 

No dia 27 de outubro, o TEMPO convida a sua Comunidade de Leitores para uma tertúlia no Café Concerto dinamizada por João Rodrigues (editor da Sextante Editora) e J. Teixeira de Aguilar (tradutor da obra), onde se conversará sobre “A Cidade dos Prodígios” de Eduardo Mendoza, com participação gratuita mas limitada a 30 pessoas.

 

No mesmo dia, pelas 21h30, no Grande Auditório do TEMPO será apresentado “Somorrostro”, um espetáculo que funde a dança contemporânea e o flamenco, interpretado pela companhia catalã Transit Dansa, com bilhetes a 12,50 e 15 euros.

 

A coreografia, da bailarina e coreógrafa Maria Rovira, será interpretada por 11 bailarinos e reporta-se a Somorrostro, um bairro de barracas de Barcelona, demolido nos anos 60, que acolheu uma importante comunidade de etnia cigana e imigrantes de toda a Espanha, e onde as condições de vida eram muito precárias mas que fervilhava com uma grande riqueza artística e cultural, tendo sido o berço de Carmen Amaya, a emblemática cantora e bailarina de flamenco.

 

Nos dias 24 e 25, das 19h00 às 21h00, realiza-se na sala de Ensaios do TEMPO um workshop da dança contemporânea/ flamenco, orientado pela coreógrafa Maria Rovira e por duas bailarinas que integram a companhia Transit Dansa.

 

Toni Puig, o especialista catalão em gestão cultural encerra, no dia 29 de Outubro, o Festival, para falar de marketing das cidades: “Barcelona – história de uma cidade que saltou do quase nada para a primeira divisão” é o título da conferência que será proferida por aquele que é considerado o criador da marca “Barcelona” e o ‘guru das cidades’, e que terá lugar no Pequeno Auditório do TEMPO, entre as 10h00 e as 17h30.

 

O Festival Cidades Invisíveis conta com o apoio do Institut de Cultura de Barcelona, Institut Ramon Llull, Catalan Films & TV e Palau Robert (Generalitat de Catalunya)

 

Todos os ingressos podem ser adquiridos na bilheteira do TEMPO de terça a sábado, das 14h00 às 19h00, e em dias de espetáculo das 14h00 às 21h30. Para mais informações ou reservas: 282 402 475 / 961 579 917, ou através do sítio na Internet: www.teatromunicipaldeportimao.pt.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *