Sociedade, Vila Real de Santo António

Vila Real de Santo António volta a ser distinguida como «Autarquia + Familiarmente Responsável»

A Câmara Municipal de Vila Real de Santo António foi distinguida, pelo quarto ano consecutivo, pela Associação Portuguesa de Famílias Numerosas, como «Autarquia + Familiarmente Responsável 2012».

 

Com a atribuição deste distintivo, a autarquia junta-se ao conjunto de 35 municípios, a nível nacional, que vêm adotando medidas facilitadoras da vida familiar dos seus residentes. Na região do Algarve, apenas duas Câmaras Municipais, entre as quais a de VRSA, foram galardoadas.

 

Este reconhecimento resulta das políticas de família adotadas pela edilidade vila-realense em diversas áreas de atuação, nomeadamente: apoio à maternidade e paternidade, apoio às famílias com necessidades especiais, serviços básicos, educação e formação, habitação e urbanismo, transportes, saúde, cultura, desporto, lazer e tempo livre, cooperação, relações institucionais e participação social.

 

Foram igualmente apreciadas as boas práticas da Câmara Municipal para com os seus funcionários no que se refere à conciliação entre a vida profissional e familiar.

 

Os dados recolhidos através dos inquéritos efetuados às autarquias estão disponíveis no sítio do Observatório das Autarquias Familiarmente Responsáveis, em www.observatorioafr.org, permitindo a todos os interessados conhecer o trabalho desenvolvido pelos municípios premiados.

 

Para o presidente da Câmara Municipal de VRSA, Luís Gomes, esta distinção dá «ainda mais visibilidade às práticas de proximidade e às medidas sociais em vigor destinadas a melhorar a qualidade de vida das famílias do concelho».

 

«Mesmo num cenário de contenção económica, soubemos ser criteriosos e manter os apoios sociais para quem mais precisa», concluiu o autarca.

 

 

Sobre o Observatório das Autarquias Familiarmente Responsáveis

 

A Associação Portuguesa de Famílias Numerosas (APFN) iniciou, em Janeiro de 2002, uma colaboração com as autarquias no sentido da construção de uma Política Autárquica de Família. Na sequência deste trabalho, a APFN decidiu alargar-se para um novo conceito: as Autarquias Familiarmente Responsáveis.

 

Partindo deste novo modelo, a partir de 2007 procedeu à realização de inquéritos junto dos municípios do país com vista a efetuar um levantamento exaustivo das boas práticas existentes. Após esse trabalho, a APFN criou um Observatório de Autarquias Familiarmente Responsáveis (OAFR) e é nesse seguimento que este ano se volta a realizar a 4ª edição da iniciativa «Autarquia + Familiarmente Responsável».

 

 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *