Cultura, Gondomar, Sociedade

“Os Azeitonas” e Tasquinhas nos próximos dias em Gondomar

Decorrem, de 8 de setembro a 14 de outubro, as “Festas do Concelho de Gondomar”. Durante mais de um mês, com eventos distintos e oferta para um público diversificado, muitas são as atividades que acontecem no Concelho de Gondomar.

As tradicionais festividades – desde sempre popularmente conhecidas por “Romaria do Rosário” ou “Feira das Nozes” – são organizadas pelo Pelouro da Cultura da Câmara Municipal e pela Confraria de S. Cosme, S. Damião e Nossa Senhora do Rosário.

 

Gondomar “movimenta-se” com as Festas Concelhias, organizadas pelo Pelouro da Cultura da Câmara Municipal e Confraria de S. Cosme, S. Damião e Nossa Senhora do Rosário. De 8 de setembro a 14 de outubro são muitas as atividades dirigidas a públicos-alvo diferentes. Cultura, desporto, gastronomia, música e, naturalmente, religião, “unem-se” num vasto conjunto de atividades.

As Festas começaram no dia 8 de setembro. A Feira do Livro, como já manda a tradição, abriu o vasto programa de festividades. A Gastronomia é, também, outro ponto em grande destaque nas Festas do Concelho. De 14 de setembro a 7 de outubro decorre, nos restaurantes participantes do Concelho, o XXI Festival Gastronómico “Hoje há Caldo de Nabos”. E, no âmbito deste Festival, a 22 e 23 de setembro foram mais de 9.000 pessoas que, no Largo do Souto, de forma gratuita, provaram o famoso Caldo de Nabos de Gondomar. Integrando, ainda, o programa específico do Festival “Hoje há Caldo de Nabos”, realizou-se, a 29 de setembro, o “Cortejo pela Tradição” – que contou com a presença, vestimentas, cantares e tradições de seis grupos folclóricos locais. Ainda de âmbito gastronómico, a referir a realização, entre 4 e 8 de outubro, de mais uma edição – a 13.ª – da “Feira das Tasquinhas”. O Mercado Municipal de S. Cosme vai, novamente, multiplicar-se em deliciosas ofertas gastronómicas… Neste evento não faltará a tradicional regueifa, o vinho doce e as nozes.

A música é outra das ofertas que atrai inúmeros visitantes às Festas do Concelho de Gondomar. Para este ano, e já a 4 de outubro, realiza-se o concerto com “Os Azeitonas”. No dia 5 será a vez dos “Diapasão”, também no Largo do Souto, animarem a noite. E, logo de seguida, haverá a grandiosa sessão de fogo de artifício. Ainda de cariz musical, destaque para as bandas de música. No dia 6 de outubro o despique será entre a Banda Musical de Melres e a Banda Musical de Gondomar. No dia 7 será a vez da Banda Marcial de S. Cristóvão de Rio Tinto e, finalmente, no dia 8 de outubro, atuará a Banda Musical de S. Pedro da Cova.

No que toca à dança, nos dias 21 e 22 de setembro, realizou-se o XXII Encontro de Dança. O evento contou com a participação de mais de 3.000 dançarinos – em representação de 39 associações do Concelho de Gondomar. Mas a moda também faz parte do programa das Festas… O Multiusos foi o local escolhido para uma noite de moda, música e muita animação. Um conjunto de empresas de Gondomar decidiu juntar-se para, no passado dia 28 de setembro, promover o “GoldFashion Gondomar”.

A nível cultural as ofertas multiplicam-se. Destaque, entre outras, para a bienal “Artistas.Gondomar” – que está patente no Auditório Municipal até 21 de outubro. A iniciativa é promovida pela Associação Artística de Gondomar.

Mas as Festas do Concelho de Gondomar são, naturalmente, centradas no programa religioso. No dia 8 de outubro, Feriado Municipal, há a Solene Concelebração em Honra dos Padroeiros. Depois, já da parte da tarde, realiza-se a tradicional Procissão.

Mas o programa tem mais… Muito mais! Teatro, exposições, música coral, apresentação de livros e, até, passeios em comboio turístico pela Romaria… Além, claro está, dos tradicionais divertimentos – usuais nestas festividades.

 

Terra de Nozes

 

Como é do conhecimento público, as Festas em S. Cosme são conhecidas pela designação “Feira das Nozes” – por se realizarem na época da sua colheita e por haver significativa produção a nível local.

Curiosamente, tal acontece apesar de, segundo a tradição, “a nogueira ser considerada, entre os antigos, como árvore de mau agouro”… Diz a “voz do povo” que as feiticeiras, à sombra da folhagem da nogueira, reuniam-se e celebravam os seus diabólicos festins. Se bem que, acrescente-se, este fruto fosse símbolo da abundância e da geração. Será por isto, talvez, que no Norte da Europa as donzelas casadoiras abrem com muito cuidado algumas nozes, tiram-lhes o fruto e, em seguida “ligam” novamente a noz (de tal forma que pareça que está intacta). Depois, deitam-nas num saco com igual número de nozes cheias e por abrir. Fechando os olhos, metem a mão no saco e tiram uma noz. Se acertam de tirar uma cheia, casarão dentro de um ano.

Pelo S. Miguel, e nas Romarias de S. Cosme e Senhora do Rosário, comem-se, tanto nas casas como nos respetivos arraiais ou romarias, nozes com trigo ou regueifa. Da gente destas terras ouve-se dizer que, no dia de S. Miguel, “comer nozes com regueifa sabe a casar”.

 

Presente e Passado…

 

As Festas do Concelho de Gondomar / Romaria do Rosário / Feira das Nozes, organizadas pelo Pelouro da Cultura da Câmara Municipal de Gondomar e pela Comissão de Festas são, há muito, um clássico da cultura popular – constituindo um património muito próprio da região e do país.

Visando alargar o espetro do público visitante e atrair o maior número possível de romeiros, tem havido, ano após ano, o cuidado de organizar um programa de animação diversificado, suscetível de mobilizar um leque muito amplo de pessoas.

As festas concelhias de Gondomar apresentam a sua história com origens há quase três séculos – sendo de 1728 os primeiros documentos que atestam a realização desta Romaria (por parte da Confraria).

O feriado municipal de Gondomar é na segunda-feira após o primeiro domingo do mês de outubro (ou seja, este ano, dia 8). Foi instituído em 1969, em honra à Nossa Senhora do Rosário.

Esta romaria era, nos seus primórdios, organizada pela Confraria e assim foi durante largos anos. A Câmara Municipal entra há relativamente pouco tempo, tendo inserido uma série de inovações, nomeadamente a inserção desta romaria nas “Festas do Concelho de Gondomar” – com o consequente prolongamento do tempo de duração de uma semana para um mês.

Ainda hoje, persiste a tradição de comer as nozes e a regueifa, regadas com o bom vinho doce ou do lavrador, nas barracas de “comes e bebes” que, juntamente com as tendas de farturas, proliferam nesta época.

Antiga tradição destas festas era, também, o facto de serem o palco para os “primeiros namoricos”. Havia, antigamente, para tal, uma espécie de posto do correio – local em que as cartas eram deixadas aos interessados e onde, ansiosamente, se procuravam as respostas.

 

Programa completo em http://www.cm-gondomar.pt/PageGen.aspx?WMCM_PaginaId=30596&eventoId=40858

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *