Cultura, Póvoa de Varzim

Biblioteca Municipal da Póvoa de Varzim evoca Joaquim da Silva Nunes

No dia 27 de setembro, quinta-feira, às 18h30, irá realizar-se, na biblioteca municipal, uma sessão evocativa a Joaquim da Silva Nunes (23 de maio de 1929 – 27 de setembro de 2002).

Esta contará com as intervenções dos filhos do homenageado e de Armando Marques, cuja amizade remonta aos tempos do liceu.

A sessão decorrerá no dia em que se assinala o 10º ano do falecimento de Joaquim Silva Nunes e integrará a entrega oficial da biblioteca particular do conhecido colaborador do jornal O Noticias da Póvoa de Varzim.

Joaquim da Silva Nunes nasceu no dia 23 de maio de 1929, na Rua Carlos Alberto, na Póvoa de Varzim. Filho de famílias de pescadores frequentou o ensino primário na Escola Conde Ferreira e o Liceu Eça de Queirós. Aos 18 anos parte para Moçambique onde permanece durante 27 anos, regressando à terra natal em 1975.

A 23 de dezembro de 1963 casa com Maria de Fátima Nabais Petronilho, de quem teve 3 filhos: Joaquim António, Ana Paula e João António.

Em 1993 estreia-se na imprensa local colaborando no jornal O Notícias da Póvoa de Varzim, onde mantém uma crónica semanal durante 8 anos.

Faleceu a 27 de setembro de 2002, na sua residência na Póvoa de Varzim, com 73 anos de idade.

 

A sua maneira de escrever prendia sempre o leitor até ao final do artigo, nunca o deixando indiferente, arrancado sempre um “muito bem, ele tem razão…”, ou então um “ele é impossível, sempre a criticar…”, mas criando emoções nos seus leitores. É talvez uma das maiores qualidades como escritor, o saber contar uma história, falar de coisas tristes ou alegres, dizer “…isto assim não está bem…”, mas nós os leitores, termos sempre o prazer da sua leitura. (in: O Notícias da Póvoa de Varzim, 2 de outubro de 2002)

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *