Arouca, Sociedade, Turismo

Arouca Geopark: uma visita à Geosfera, na RTP2

Trinta minutos. Sete documentários. A linha condutora: os «Geoparques – Territórios de Ciência». Da Geologia à Biologia, da Geografia à Arqueologia e à Etnografia, o percurso é feito pela «GEOSFERA», através de um conjunto de documentários, que serão transmitidos na RTP2, de 24 de setembro a 2 de outubro.

 

Os recursos geológicos e a sua exploração condicionaram o curso das grandes idades da humanidade (Idade da Pedra, Idade do Bronze, Idade do Ferro, Idade do Carvão e do Petróleo e Idade da Sílica), e é fácil, quando guiados por especialistas, encontrarmos hoje nos solos testemunhos dessa utilização. Procurar a base no passado, para estruturar no presente uma ação que preserve os recursos naturais para o futuro é, de forma muito sucinta, a função dos geoparques, territórios por onde o GEOSFERA viajou, demonstrando como os testemunhos da Natureza podem transformar-se num ativo de conhecimento e de potencial turístico.

 

Foi nesse sentido que o Arouca Geopark, enquanto membro das Redes Europeia e Global de Geoparks e território de excelência na promoção da ciência e da cultura científica, dinamizou este projecto, com o objetivo essencial de divulgar estes ativos de cultura científica e tecnológica como uma condição estratégica para o desenvolvimento de uma cidadania ativa, dando a conhecer e sensibilizando o grande público para estas realidades.

 

GEOSFERA é uma série de sete episódios, de trinta minutos cada um, que surgiu no âmbito de uma candidatura apresentada pela AGA – Associação Geoparque Arouca ao programa COMPETE – Programa Operacional Fatores de Competitividade, promovido pelo Ciência Viva. Cada episódio será dedicado a uma temática específica na área das geociências, com imagens e animações sobre a formação dos fenómenos, divulgando a investigação que vai ocorrendo nas áreas do saber, que se encontram reunidas nos territórios classificados como “Geoparques” pelas Redes Europeia e Global de Geoparques, sob os auspícios da UNESCO.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *