Cultura, Torres Vedras

Café com Filmes prossegue no Teatro-Cine de Torres Vedras

O ciclo Café com Filmes, promovido pela Câmara Municipal de Torres Vedras em parceria com o Académico de Torres Vedras, no Teatro-Cine de Torres Vedras, vai prosseguir.

Os próximos filmes a serem exibidos no âmbito deste ciclo são os seguintes:

 

 

 

 

20/9 | 21h30 | A Valsa com Bashir, de Ari Folman (Israel, 2008) | Sinopse: Uma noite num bar, um velho amigo de Ari Folman conversa com ele sobre um pesadelo recorrente no qual é perseguido por 26 cães enraivecidos. Todas as noites, o mesmo número de monstros. Os dois homens chegam à conclusão que há uma ligação com o exército israelita, durante a sua primeira missão na primeira guerra do Líbano no início dos anos 80. Ari fica surpreendido pelo facto de já não se lembrar de nada desse período da sua vida. Intrigado por este enigma, decide entrevistar velhos amigos e camaradas por todo o mundo. Ele precisa de descobrir a verdade sobre essa altura e sobre ele próprio. Enquanto Ari se envolve cada vez mais no mistério, a sua memória começa lentamente a despertar imagens surreais…

 

 

 

4/10 | 21h30 | Playing for Change – Peace Through Music, de Mark Johnson e Jonathan Walls (Estados Unidos da América, 2008) | A propósito do Dia Internacional da Música (que se celebra a 1 de outubro) é apresentado este filme que traz uma história de esperança, luta, perseverança e alegria. | Sinopse: Mark Johnson e Jonathan Walls, juntos com a equipa Playing For Change, viajaram pelo mundo movidos por uma paixão: conectar o mundo através da música. A sua ambiciosa jornada levou-os do pós-apartheid da África do Sul, através dos sítios arqueológicos do Médio Oriente, até à beleza remota dos Himalaias e além. Usando tecnologia móvel inovadora, filmaram e gravaram mais de 100 músicos, em grande parte ao ar livre em parques, praças, estradas, nas ruas e no meio de montanhas. Cada performance capturada cria uma nova combinação em que os artistas estão todos, essencialmente, tocando em conjunto, apesar de estarem a centenas ou milhares de quilómetros de distância. Playing For Change: Peace Through Music é a história desta colaboração internacional sem precedentes musicais e do notável poder da música

 

 

18/10 | 21h30 | Num Mundo Melhor, de Susanne Bier (Dinamarca, 2010)| Sinopse: Anton é um médico que divide o seu tempo entre a sua casa numa cidade idílica da Dinamarca e o seu trabalho num campo de refugiados em África. Nestes dois mundos tão distintos, ele e a sua família enfrentam conflitos que os vão levar a escolhas difíceis entre a vingança e o perdão. “Num Mundo Melhor” proporciona uma visão única e fascinante sobre as diferenças entre o pacifismo, a vingança e o perdão. Este filme venceu o Óscar para melhor filme estrangeiro. Elenco: Markus Rygaard, Mikael Persbran, Trine Dyrholm, Ulrich Thomsen

 

 

22/11 | 21h30 | É na terra não é na Lua, de Gonçalo Tocha (Portugal, 2012) | Sinopse: Um operador de câmara e um técnico de som chegam ao Corvo em 2007, a ilha mais pequena do arquipélago dos Açores. O Corvo é um grande rochedo de 6 quilómetros de comprimento por 4 de largura em pleno oceano Atlântico, com uma cratera de vulcão, e uma única vila habitada por 440 pessoas. Pouco a pouco, a pequena equipa de filmagens vai sendo aceite pela população da ilha, mais duas pessoas a juntar-se a uma civilização com quase 500 anos, cuja história é difícil reconstruir, tal é a falta de registos e memórias escritas. Filmado a um ritmo vertiginoso durante alguns anos, auto-produzido entre chegadas, partidas e regressos, É na terra não é na Lua é como um diário de bordo de um navio e transforma-se numa manta de retalhos de descobertas e experiências, acompanhando a vida quotidiana de uma civilização isolada no meio do oceano. De realçar que este filme foi considerado a melhor longa-metragem no DocLisboa; o melhor documentário de autor do festival Documenta Madrid; o melhor documentário do Festival Internacional de Cinema de São Francisco; o melhor filme na secção “Cinema do Futuro”, no Festival Internacional de Cinema Independente, em Buenos Aires; e recebeu uma menção especial do júri do Festival de Cinema de Locarno.

 

 

 

29/11 | 21h30 | Making of: Linhas de Wellington, de José Maria Vaz da Silva | Através deste Making Of poder-se-á assistir à produção do filme Linhas de Wellington, realizado por Valeria Sarmiento e produzido por Paulo Branco, com entrevistas e visitas aos locais de filmagem, muitos dos quais em Torres Vedras. Após a exibição deste Making of, terá lugar uma conversa com alguns elementos ligados à produção do filme.

 

 

 

6/12 | 21h30 | Heima, de Dean DeBlois (Islândia, 2007) | Sinopse: Heima (Em Casa) é o nome do documentário da banda Sigur Rós, gravado no verão de 2006 durante uma série de apresentações gratuitas, em espaços pequenos, inusitados e realizados sem anúncio prévio, que a banda fez no seu país natal, a Islândia, aquando do regresso da tournée mundial. É um dos poucos registos oficiais (ao vivo) em vídeo do grupo, dirigido pelo colaborador de longa data, Dean Deblois, indicado ao Óscar por Lilo & Stich. O filme combina de uma forma intimista imagens impressionantes dos ambientes naturais da Islândia, das performances do grupo e da dinâmica estabelecida com as comunidades por onde foram passando. Elenco: Jón Bor (Jónsi) Birgisson, Orri Páll Dýrason, Georg Holm, Kjartan Sveinsson (Sigur Rós).

 

 

 

 

O ciclo Café com Filmes parte da tradição de Torres Vedras na área do cinema, nomeadamente de um passado cineclubista. É objetivo da iniciativa contribuir para a formação de olhares sobre o mundo e a sociedade, para a descodificação da linguagem, bem como para a formação de novos públicos.

O visionamento dos filmes deste ciclo é gratuito.

Mais informações sobre o ciclo Café com Filmes podem ser obtidas no site da Câmara Municipal de Torres Vedras (em: www.cm-tvedras.pt./teatro-cine).

 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *