Cultura, Portimão

Carlos do Carmo canta Ary dos Santos no arranque da nova programação do Teatro Municipal de Portimão

O TEMPO – Teatro Municipal de Portimão inicia esta sexta-feira, 14 de setembro, a nova temporada com o concerto “Carlos do Carmo canta Ary dos Santos”, em que um dos mais prestigiados cantores portugueses homenageia um grande poeta e letrista do século XX.

 

No espetáculo, marcado para as 21h30 no Grande Auditório Nuno Mergulhão, Carlos do Carmo passará em revista temas memoráveis que reuniram os dois artistas, variando os preços dos ingressos entre os 20 e 22 euros.

 

Ainda em setembro, pelas 21h30 do dia 29, o Quorum Ballet regressa ao TEMPO para apresentar a mais recente criação de Daniel Cardoso, “The Elements”, com bilhetes a 10 e 12,50 euros.

 

A música marca presença forte nesta temporada e, para dar as boas vindas ao outono, nada melhor do que a “Trilogia de Piano”, que reúne três dos mais conceituados pianistas portugueses.

 

A solo, e sempre às 21h30, Mário Laginha (6 de outubro), Pedro Burmester (10 de novembro) e António Pinho Vargas (15 de dezembro) garantem três concertos únicos e um conjunto de temas que marcam a singularidade de cada um, custando os ingressos para cada um destes grandes concertos entre os 18 e os 20 euros.

 

Ainda no domínio da música, mas aliada ao movimento, a Oficina do Espectador do TEMPO apresenta “Som com Cores”, um concerto de música eletrónica para bebés, onde aos universos sonoros se associam a dança e projeção de imagens, em três sessões: duas para escolas, às 9h30 e às 10h30 de 12 de outubro, e uma para famílias, no dia 13 de outubro às 16h00 na Black Box, com preços estre os 4 euros para crianças e os 6 euros para adultos.

Festival “Cidades Invisíveis”

 

Depois de Buenos Aires, Istambul e Dublin, em outubro realiza-se a quarta edição do Festival “Cidades Invisíveis”, que terá como tema Barcelona.

 

Esta edição propõe uma viagem à Barcelona literária de Eduardo Mendoza, autor de “A Cidade dos Prodígios”, numa viagem que também incluirá a música, teatro e novo-circo da Companhia Kamchàtka, a dança da Companhia Transit Dansa, o cinema de Ventura Pons e a fotografia de Lluís Bussé.

 

O Festival integra ainda um workshop de dança contemporânea/flamenco com a bailarina e coreógrafa catalã Maria Rovira, um workshop de fotografia de espetáculo com a fotógrafa portuguesa Susana Paiva e, a encerrar o programa, uma conferência subordinada ao tema “Marca cidade: como redesenhá-la em tempos de crise”, com Toni Puig.

 

No dia 23 de novembro, às 21h30, Ana Moura marca presença no Grande Auditório do TEMPO para dar a conhecer o seu novo álbum, com bilhetes a 15 e 18 euros.

 

Ainda no final de novembro, e com o fim do primeiro período letivo a aproximar-se, a Oficina do Espectador apresenta “Sopa Nuvem”, um thriller gastronómico que cruza teatro, cinema, música e uma sopa que é cozinhada ao vivo e servida de família para famílias.

 

“Sopa Nuvem” destina-se a crianças com mais de 8 anos e inclui duas sessões: a de 30 de novembro, às 14h30, dirige-se às escolas; a de 1 de dezembro, às 16h00, destina-se a famílias, sendo os preços de 4 euros para crianças e 6 euros para adultos.

 

Ainda no Grande Auditório, o TEMPO acolhe a 27 de novembro, às 21h30, “O Lago dos Cisnes” pelo Russian Classical Ballet, que regressará a 12 de dezembro para apresentar outro clássico, “O Quebra-Nozes”, com bilhetes entre 25 e 28 euros.

 

A fechar a temporada, a exposição de fotografia “Vizinhos”, com inauguração prevista para 11 de dezembro, dará a conhecer os vizinhos do TEMPO, aqueles que quotidianamente trabalham nas imediações do edifício.

 

Todos os ingressos podem ser adquiridos na bilheteira do TEMPO de terça a sábado, das 14h00 às 19h00, e em dias de espetáculo das 14h00 às 21h30. Para mais informações ou reservas: 282 402 475 / 961 579 917, ou através do sítio na Internet: www.teatromunicipaldeportimao.pt.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *