Educação, Odivelas

Ano Letivo arranca: Alunos e Famílias são prioridade máxima em Odivelas

O novo ano letivo 2012/2013 arranca hoje!

 

Em Odivelas, a marca do novo ano escolar caracteriza-se pelo reforço do investimento prioritário do atual executivo em Projetos de Educação e de Apoio às famílias.

 

Odivelas é dos poucos Municípios que tem vindo a atribuir, consecutiva, anual e gratuitamente, os manuais escolares e fichas de atividade, a par de muitos outros apoios.

Às mais de 5400 crianças alunas do 1.º Ciclo do Ensino Básico, a Câmara Municipal de Odivelas disponibiliza os materiais de apoio pedagógico, num total estimado de mais de 30. 100 manuais escolares e fichas de atividades, representando um investimento financeiro de  mais de € 240.000.

 

A este apoio, soma-se o atribuído pela autarquia ao nível das refeições escolares. Desde o passado ano letivo que o Município de Odivelas assegura a todas as crianças do 1.º Ciclo e do pré-escolar da rede pública 3 refeições diárias a um custo reduzido e de acordo com o escalão em que são inseridos: pequeno-almoço, almoço e lanche, a um universo de mais de 6800 crianças. Mais de €1.150.000,00 são destinados a esta medida que a Autarquia considera de grande relevância social no apoio às famílias, cujas dificuldades e carências económicas se vêm agravando diariamente como é do domínio público, e que visa também criar condições mais adequadas para promover o sucesso escolar dos alunos.

 

O novo ano letivo recebe ainda da parte da Autarquia um olhar atento concretizado nas suas medidas de apoios económicos a mais de 2100 alunos, nomeadamente para aquisição de material escolar, apoio tecnológico para crianças com necessidades educativas especiais, comparticipação da Componente de Apoio à Família (CAF), intervenções/reparações no espaço escolar, e também ao nível dos transportes escolares, abrangendo a área territorial de Odivelas, mas também de outros concelhos nos casos de manifesta necessidade de alunos com necessidades específicas de transporte.

 

Numa perspetiva global, e perspetivando o novo ano letivo, mais de 2 Milhões e 250 Mil euros são exclusivamente dedicados às áreas do Pré-Escolar e 1.º Ciclo, que a Autarquia entende como uma das prioridades estratégicas do seu Orçamento Municipal, mesmo perante os fortes constrangimentos financeiros e legislativos atualmente impostos ao poder local.

 

Em complemento, desenvolve outros projetos municipais destinados às escolas da rede pública, com ensino desde o pré-escolar até ao 3.º Ciclo, associado a recursos materiais e humanos, nomeadamente de apoio psicológico, com o funcionamento de Gabinetes de Apoio Psicológico nas várias freguesias do concelho, de acompanhamento terapêutico (Hipoterapia) ou de promoção do sucesso escolar e combate ao absentismo, como é o caso do projeto municipal SEI!Odivelas, que se tem revelado um parceiro de excelência para Alunos, Professores e Famílias, traduzindo uma taxa de aprovação a alunos inicialmente com potenciais retenções, em mais de 50% de sucesso (transição de ano).

 

Para a Presidente da Câmara Municipal, Susana Amador, “num ano em que as autarquias se deparam com sucessivas limitações à sua atividade, impostas pelo atual contexto nacional e por medidas da Administração Central que colocam em causa a política de proximidade que se exige às autarquias, Odivelas não deixa de fazer prevalecer efetivas respostas sociais às pessoas. É para esse desígnio e para o desenvolvimento do concelho que somos eleitos. Pese embora tenhamos agora uma cega visão de compromisso da parte da Administração Central, com uma lei desajustada da realidade e do verdadeiro Poder Local, que cumprimos diariamente e que poderá colocar constrangimentos à política de Educação que temos vindo a seguir há anos, não nos resignamos e embora a Câmara Municipal tenha de financiar de orçamento próprio as AEC´s, CAF e Refeições Escolares, temos feito um esforço financeiro e estaremos sempre focados na promoção de uma Melhor Educação, ou não fosse este concelho, referência nacional nesta área e merecedora do grau de Cidade Educadora”.

 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *