Educação, Santo Tirso

Câmara de Santo Tirso investe mais de 90 mil euros na colocação de desempregados nas escolas

Para que a Educação e as Escolas funcionem em pleno no Concelho de Santo Tirso, a Câmara Municipal recorreu, uma vez mais, aos CEI – Contratos de Emprego e Inserção para colocação de pessoal não docente no desempenho de funções como auxiliares de ação educativa.

 

Para a Câmara Municipal de Santo Tirso os encargos resultantes da assinatura destes contratos – que arrancam hoje, dia 3 de Setembro, e se prolongam até ao dia 26 de Junho – vão representar um investimento anual de mais de 90 mil euros.

 

Ana Maria Ferreira, a vice-Presidente da Câmara Municipal de Santo Tirso e também Vereadora da Educação começou por dar as boas-vindas aos 50 elementos que, a partir de hoje, vão desempenhar nas escolas funções ao abrigo desta medida. Na reunião de trabalho que se seguiu, a Autarca não deixou de contextualizar, explicar e enquadrar as funções, mas também os direitos e deveres destes novos colaboradores.

 

O que é um Contrato de Emprego e Inserção (CEI)?

Através de uma candidatura apresentada ao Instituto de Emprego e Formação Profissional, a Câmara Municipal de Santo Tirso recorre a pessoas beneficiárias do fundo de desemprego, atribuindo-lhes: Uma bolsa complementar (correspondente a 20% do subsídio de desemprego), um subsídio de alimentação (no montante diário de 4, 27€), um subsídio de transporte sempre que se justifique e, ainda, um seguro.

 

Assim, a Câmara Municipal continua a dotar as escolas do concelho dos recursos humanos considerados imprescindíveis para o normal desenvolvimento das atividades letivas, extracurriculares, designadamente a Escola a Tempo Inteiro e o Prolongamento de Horários.

 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *