Cultura, Tomar

António Santos lançou Festival Estátuas Vivas em Lisboa – Tomar

Foi com uma performance na Rua Augusta mais prolongada do que o habitual, integrada no seu programa de preparação para a tentativa de bater o recorde do mundo de imobilidade em suspensão, que António Santos deu o mote para o lançamento do Festival Estátuas Vivas de Tomar 2012, que decorrerá de 14 a 16 de setembro.

Na artéria lisboeta onde há 25 anos começou uma carreira então inédita em Portugal, e hoje recheada de êxitos, o “Staticman” realizou a primeira das iniciativas de promoção do festival deste ano, presenciada ao longo de mais de três horas por milhares de pessoas das mais diversas nacionalidades.

Durante este quarto de século, António Santos foi ganhando admiradores e seguidores, correu mundo ganhando a vida por estar quieto, foi inspiração para personagens de livros e repetidamente considerado o homem mais quieto do globo: esteve nove anos no Guinness Book of Records, bateu por três vezes o recorde mundial de imobilidade e uma vez o recorde mundial de menor velocidade em marcha.

Agora, para celebrar os 25 anos de carreira, António Santos, que colabora com a organização do Festival Estátuas Vivas desde a primeira hora, deu a Tomar a honra de aqui tentar ultrapassar o recorde do mundo de suspensão só com um ponto de apoio visível. Assim, a partir das 16 horas de sábado, dia 15 de Setembro, “Staticman” vai estar na Praça da República, apoiado por um cotovelo numa parede, a alguns metros do solo.

O recorde do mundo está na posse do grupo Magic Twins, com o tempo de 200 minutos, realizado em Santiago do Chile.

António Santos começará a sua prova meia hora depois das restantes estátuas vivas ocuparem os seus lugares e, se aguentar firme no seu posto até às 20h21, terá mais um recorde do mundo para juntar ao seu riquíssimo currículo. Mas não vai ficar por aí, propondo-se permanecer no ar o máximo de tempo possível ao longo dessa que poderá ser uma noite memorável.

Para efeitos de homologação, a prova será supervisionada por um júri idóneo e independente.

 

O III Festival Estátuas Vivas de Tomar

 

Na próxima semana decorrerão mais duas iniciativas de promoção com a presença de António Santos, uma na Estação de Santa Apolónia, em Lisboa, na segunda-feira, outra na sexta na Estação de Coimbra B, na sexta. E uma semana depois começa o III Festival Estátuas Vivas, na noite de 14 de setembro, com a Seleção 2011, na qual se fará a reposição de algumas das melhores performances do ano passado.

Após o sucesso dos dois primeiros anos, a edição de 2012 do Festival continua a inovar. Sob o mote “Viagem à Idade Média”, propõe-se um regresso ao passado centrado em figuras proeminentes da História de Portugal, mas também no quotidiano do povo. Na Rota dos Templários, o Festival alarga-se do Convento de Cristo ao Castelo de Almourol e à vila de Dornes. Cresce a oferta de iniciativas dedicadas às crianças, bem como de animação em geral. Tudo com entrada livre.

Assim, no sábado e domingo de manhã, dias 15 e 16, à semelhança do que aconteceu em 2011, haverá Histórias aos Quadradinhos no Mouchão Parque, com as jovens promessas da arte da imobilidade a mostrarem o que valem.

Mas também as tardes vão ter um espaço próprio para as crianças com diversas iniciativas de animação a decorrerem igualmente no Mouchão entre as 16h30 e as 19h15.

É precisamente neste horário (sábado e domingo) que vai decorrer o Festival de Estátuas propriamente dito, de novo com a vertente de concurso, sendo os visitantes convidados a votarem no seu favorito. No sábado, também durante a noite, entre as 22 e as 24 horas.

Outra novidade é que o Festival extravasa as portas da cidade e se expande a locais vizinhos, concretamente ao castelo de Almourol (Vila Nova da Barquinha) e à torre de Dornes (Ferreira do Zêzere), ambos obras de D. Gualdim e exemplos da arquitetura templária, e que serão este ano igualmente cenários para as Estátuas Vivas recriarem a presença da ordem militar.

Todo o circuito do III Festival Estátuas Vivas de Tomar, num total de 25 quadros, terá acesso livre e gratuito e no seu decorrer haverá animação cultural alusiva à época.

 

Todo o festival em www.estatuasvivas.com

 

O Festival Estátuas Vivas de Tomar é uma organização do projeto Máquina do Tempo, que integra a Câmara Municipal de Tomar, a Escola Básica 2, 3 D. Nuno Álvares Pereira, o Instituto Politécnico de Tomar e o Convento de Cristo/IGESPAR.

Toda a informação sobre o Festival está agora disponível num novo e remodelado site, que dá primazia às melhores imagens, em www.estatuasvivas.com.

 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *