Desporto

Sra. da Graça dá tom português à Volta

No dia em que Hugo Sabido (LA Alumínios/Antarte) vestiu a camisola amarela, foram os “amarelos” da Efapel/Glassdrive que deram espectáculo na subida à mítica Sraª da Graça, em Mondim de Basto. Rui Sousa venceu a etapa, Sérgio Ribeiro foi segundo e David Blanco fechou o pódio. Os três primeiros lugares foram preenchidos pela equipa de Carlos Pereira. Na quinta posição terminou Hugo Sabido que chegou à liderança da classificação geral da 74ª Volta a Portugal Liberty Seguros.

 

Ao quinto dia de prova chegou o primeiro grande teste com a ligação entre Viana do Castelo e Mondim de Basto (Sra. da Graça) numa extensão de 151,9 km. Milhares de pessoas assistiram à partida da 4ª etapa da competição organizada pela Lagos Sports e entre os muitos amantes do ciclismo encontravam-se os canoistas medalhados nos Jogos Olímpicos de Londres 2012, Fernando Pimenta, natural de Viana, e Emanuel Silva.

 

Ao quilómetro 35 formou-se na dianteira da corrida um grupo de 14 elementos que, em conjunto, iam animar a prova até ao sopé do “Monte Farinha”. A vantagem máxima foi de seis minutos, mas a diferença foi encurtada quando no pelotão a Carmim/Prio e a Caja Rural assumiram as despesas da perseguição. Ao quilómetro 87 o chefe de fila da equipa algarvia, Ricardo Mestre, caiu sozinho na dianteira do pelotão, mas ainda conseguiu regressar ao grande grupo. A terceira queda em três dias consecutivos foi um prenúncio para o que aconteceria no final da tirada ao vencedor da Volta a Portugal de 2011.

 

As decisões da etapa estavam previstas para os últimos oito quilómetros da subida à Sra. da Graça. Na passagem por Mondim de Basto, como habitualmente, um enorme cordão humano conduziu com gritos de incentivo os corredores até à escalada final. Célio Sousa (Onda) que integrava a fuga, ainda tentou a sorte sozinho na dianteira enquanto lá atrás, o sul-africano Jay Thomson (UnitedHealthcare) descolou do pelotão e despedia-se definitivamente da Camisola Amarela Liberty Seguros. A quatro quilómetros da meta, o último sobrevivente da fuga, foi absorvido e começaram outras movimentações. No grupo principal o azarado Ricardo Mestre foi dos primeiros a ficar para trás o que terá valido de motivação extra para o conjunto da Efapel/Glasdrive que colocou três homens no quinteto que entrou destacado no último quilómetro para decidir a chegada.

 

Antes, Hugo Sabido ainda tentou a sorte, mas depois de um pequeno avanço o contra-ataque foi demolidor. O espanhol David de La Cruz (Caja Rural), o novo líder da Camisola Laranja RTP levou na roda Sérgio Ribeiro, David Blanco e Rui Sousa. Este último acabou por arrancar forte nos metros finais e venceu com três segundos de vantagem sobre os dois companheiros de equipa Sérgio Ribeiro e David Blanco. Comparativamente ao tempo do espanhol, Ricardo Mestre perdeu 52 segundos. Antes de festejar no pódio, Rui Sousa manifestava a alegria de repetir um triunfo na Volta. “A equipa está de parabéns porque estamos aqui para ganhar. O meu triunfo é mais uma vitória de sonho depois de ganho, em 2008, a chegada à Torre. Hoje não podia ser melhor, com a partida de Viana do Castelo. Foi um dia incrível e estou bastante feliz.”

 

Hugo Sabido ao terminar na quinta posição atrás do espanhol David de La Cruz (Caja Rural) conquistou a Camisola Amarela Liberty Seguros. O corredor acreditou que podia chegar à vitória quando pressentiu as dificuldades de David Blanco. “Tentei a minha sorte no último quilómetro, mas conseguiram-me alcançar e depois, já um pouco motivado, não consegui responder ao Rui Sousa mas estou muito feliz por ter alcançado a amarela depois de uma chegada em montanha. Comecei no ciclismo com quatro anos de idade e esta é uma grande recompensa. É um momento que dedico a todos aqueles que me têm apoiado ao longo dos anos.”

 

Hugo Sabido comanda a classificação com oito segundos de vantagem sobre César Fonte e acumula também a Camisola Vermelha Banco Bic (Pontos). David de La Cruz (Caja Rural) passou a liderar a classificação da juventude, e veste a Camisola Laranja RTP. Jay Thomson apesar de perder a amarela conservou a Camisola Azul Meo do prémio da montanha.

 

 

 

 

 

Armamar, uma estreia absoluta na história da Volta

 

Chegados esta segunda-feira ao sexto dia de competição será a vez de Armamar se estrear como cidade de partida na mais importante prova do ciclismo português. O itinerário da 5ª etapa tem passagens por Lamego, Castro Daire, Alvarenga, Arouca e Vale de Cambra antes de terminar em Oliveira de Azeméis.

 

5ª Etapa – 20 Agosto 2012 – 176,9Km

Partida: 12h40 – Armamar

Chegada: 17h20 (horário previsto) – Oliveira de Azeméis

 

A 74ª Volta a Portugal Liberty Seguros conta ainda com o patrocínio oficial do Banco BIC, Meo, RTP, Edp, Kia, Controlauto, Via Verde e Sical, sem esquecer o apoio das câmaras municipais de Castelo Branco, Idanha-a-Nova, Oliveira do Hospital, Oliveira do Bairro, Trofa, Vila Nova de Cerveira, Fafe, Viana do Castelo, Mondim de Basto, Armamar, Oliveira de Azeméis, Aveiro, Viseu, Gouveia, Sabugal, Guarda, Seia, Leiria, Sintra e Lisboa.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *