Castro Marim, Cultura

XV Edição dos Dias Medievais em Castro Marim

Num mundo cada vez mais dominado pela tecnologia, o regresso ao passado e às raízes da história da humanidade parecem um sonho no século XXI.

Entre 23 e 26 de agosto, no último fim de semana do mês, a vila de Castro Marim recua até à Idade Média, a uma realidade perdida e fascinante que não deixa ninguém indiferente. A prová-lo estão os muitos milhares de visitantes, entre locais, turistas nacionais e estrangeiros, que participam neste sonho que se vive de olhos bem abertos.

Com uma paisagem histórica tão rica, que melhor cenário poderiam ter os Dias Medievais do que a vila de Castro Marim? Motivo de orgulho para Castro Marim e para os castromarinenses, os Dias Medievais levam os seus visitantes numa viagem espantosa por uma época da humanidade repleta de personagens mitológicas, monstros, fábulas, castelos, guerreiros, princesas e banquetes.

Esta visita de quatro dias e quatro noites à  misteriosa Idade Média inicia-se com o grandioso desfile medieval onde participam milhares de pessoas e centenas de figurantes, todos eles vestidos a rigor, exibindo os trajes característicos de cada uma das classes sociais de então: o clero, a nobreza, a burguesia e o povo.

As ruas da vila tornam-se estreitas para receber todos aqueles que querem assistir à passagem do desfile, assim como às performances ao ar livre de bobos, equilibristas, cuspidores de fogo, malabaristas, encantadores de serpentes, contadores de histórias e contorcionistas. A Liça do Castelo de Castro Marim é o palco privilegiado de emotivas exibições encenadas, com os torneios medievais de armas e a cavalo.

Os espetáculos de destreza e cor com coreografia de bandeiras e as deambulações musicais medievais pelas ruas e praças do castelo prometem momentos de magia. Durante os festejos, serão recriados no interior das muralhas as artes e ofícios de então, sendo a maior parte destas recriações executadas por habilidosos artesãos do concelho que farão demonstrações ao vivo das antigas profissões da época como tosador, barbeiro, ferreiro, sapateiro, tanoeiro e peleiro. Sempre aguardados com grande expetativa, os banquetes reúnem centenas de comensais no interior do Castelo Velho, deliciando todos aqueles que degustam a gastronomia da época e as suas iguarias.

À luz misteriosa das tochas e ao som da guitarra clássica, os convidados são surpreendidos com uma ementa medieval onde não faltam os pratos e sobremesas da época, acompanhados de vinho, cerveja preta e cidra. Esta viagem de 4 dias ao mundo misterioso e fascinante que foi a Idade Média, também conhecida como “uma longa noite de mil anos”, termina com um espetáculo de fogo de artifício que despertará os participantes deste sonho vivido de olhos abertos e a cores.

 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *