Cultura, Porto

Aeroporto do Porto mostra o ‘riso do mundo’

O Aeroporto do Porto tem patente uma extensão do XIV PortoCartoon-World Festival, dedicado ao tema “Ricos, pobres, indignados”.

Composta por cerca de 40 trabalhos, a mostra apresenta os desenhos premiados e finalistas do festival deste ano aberto pelo Presidente da República, Cavaco Silva, e organizado pelo Museu Nacional da Imprensa.

Os trabalhos patentes na Sala de Embarque foram distinguidos entre milhares de obras de centenas de cartunistas concorrentes, oriundos de todos os continentes.

O vencedor do grande prémio foi o cartunista italiano Alessandro Gatto, cujo desenho – “La Scala” – poderá ser apreciado no local, entre os outros galardoados, menções honrosas e trabalhos finalistas.

A apresentação desta mostra no Aeroporto do Porto insere-se na política de descentralização cultural levada a cabo pelo Museu que, no Porto, lança mais uma vez a mensagem humorística para fora das suas portas. Ficará patente até 31 de Dezembro.

A exposição original do XIV PortoCartoon está patente ao público na sede do Museu Nacional da Imprensa, onde podem ser apreciados mais de 350 desenhos provenientes dos cinco continentes.

 

Visitantes

podem votar

 

Na zona da exposição do aeroporto está instalada uma urna especial para a votação no Prémio do Público do XIV PortoCartoon.

Os visitantes poderão votar no trabalho preferido, contribuindo assim para a escolha do cartunista que, em 2013, será convidado para uma exposição antológica da sua obra. Esta iniciativa do Museu Nacional da Imprensa começou há seis anos e já contemplou artistas da Bélgica, do Brasil, da China, da Polónia e Portugal.

 

No Museu Nacional da Imprensa e em qualquer parte do mundo, a votação poderá ser eletrónica. No Museu, através do visionamento num grande plasma, e pelo mundo fora através do Museu Virtual do Cartoon: http://www.cartoonvirtualmuseum.org/f_portocartoon_2012_vote.htm

A escolha faz-se entre as quarenta obras selecionadas em Abril, pelo Júri internacional presidido por Georges Wolinski.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *