Sociedade, Trofa

ExpoTrofa/Feira dos Povos terminou com a presença de milhares de visitantes ao longo dos nove dias em que decorreu

As noites da Trofa contaram, de 7 a 15 de julho, com a animação da edição da ExpoTrofa 2012, que este ano enquadrou ainda a Feira dos Povos. Este ano a ExpoTrofa deixou o Parque Nossa Senhora das Dores e instalou-se na Zona envolvente à Estação da CP.

 

Durante uma semana o Concelho da Trofa reuniu num só espaço o que de melhor tem para oferecer aos seus munícipes e visitantes ao nível de artesanato, gastronomia, atividades económicas e empresariais.

 

Numa organização conjunta da Câmara Municipal da Trofa e Comissão de Festas em Honra de Nossa Senhora das Dores, o certame deste ano ocupou um novo recinto, mais amplo, de fácil acesso, junto à Estação da CP, o que aumentou o número de visitantes.

 

Ao longo de toda a semana forma milhares os visitantes que quiseram ficar a conhecer melhor o que o Concelho da Trofa tem para oferecer, bem como provar os petiscos gastronómicos nas várias tasquinhas presentes.

 

Além de se realizar num novo espaço, a edição deste ano da ExpoTrofa trouxe uma outra novidade, a Feira dos Povos, onde num só espaço estavam representadas culturas de todo o mundo. Com a realização desta Feira dos Povos a Autarquia Trofense procurou promover a interculturalidade, na medida em que se reuniu várias tradições e culturas de todo o mundo num só espaço.

 

Paralelamente, a gastronomia ficou a ganhar com esta mudança de local, já que o espaço era mais atrativo para um jantar ao ar livre e as ementas mais apelativas e sempre assegurando o respeito absoluto pelas regras de higiene e segurança.

 

Quanto a animação diária promovida ao longo da ExpoTrofa/Feira dos Povos passaram pelo palco inúmeros artistas locais e grupos das várias freguesias do Concelho, dando oportunidade, desta forma, aos artistas trofenses. A ExpoTrofa abriu a 7 de julho com o dia dedicado a S. Martinho de Bougado, que promoveu um desfile de moda, incentivando o comércio local, trouxe ainda a atuação do Grupo Passo de Dança, danças de Salão. Seguiram-se os dias reservados Covelas, Alvarelhos, S. Romão do Coronado, Santiago de Bougado, Guidões, S. Mamede do Coronado, Muro e no último dia, dedicado ao Município da Trofa, a interculturalidade esteve presente com a atuação dos Mon a Mon com danças tradicionais guineenses, os CV5 com músicas típicas de Cabo Verde e atuou ainda o grupo trofense Sons e Cantares do Ave.

 

O último dia da ExpoTrofa/Feira dos Povos ficou ainda marcado pela apresentação de um estudo intitulado “Diagnóstico da população imigrante da Trofa – desafios e potencialidade para o desenvolvimento local”, elaborado na sequência de um protocolo de colaboração entre a Câmara Municipal e o Alto Comissariado para a Imigração e Diálogo Intercultural.

 

Deste estudo que foi produzido entre dezembro de 2009 e maio de 2010 saíram dados como por exemplo as razões que os imigrantes escolheram o Concelho das Trofa para viver, as quais são a proximidade do trabalho, em 47,3% dos casos, a proximidade da família, e dos seus compatriotas.

 

Com este estudo foi possível conhecer que mais de metade dos imigrantes fixados na Trofa subsiste dos rendimentos de trabalho e têm vínculo laboral duradouro.

 

A edição 2012 da ExpoTrofa/Feira dos Povos terminou com um saldo bastante positivo, tendo recebido milhares de visitantes ao longo dos nove dias de festa em que decorreu. No final a opinião da mudança de local era francamente positiva, uma vez que dada a proximidade da Estação da CP a ExpoTrofa/Feira dos Povos deste ano contou com a visita de munícipes de outros Concelhos vizinhos.

 

 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *