Celorico de Basto, Sociedade

“Acessibilidade para a Diversidade e Mobilidade Humana no séc. XXI” foi tema de ação de formação em Celorico de Basto

“Esta formação procura sensibilizar a comunidade para as questões da Acessibilidade e nada melhor que ser transmitida a professores e educadores que são decisivos e importantes na transmissão destas questões aos mais jovens”, palavras do presidente da Câmara Municipal, Joaquim Mota e Silva, que presidiu a cerimónia de entrega de diplomas.

Decorreu no dia 06 de junho, no Salão Nobre da Câmara Municipal de Celorico de Basto a cerimónia de entrega dos Certificados do curso “Acessibilidade para a diversidade e Mobilidade Humana no séc. XXI”.

Os diplomas foram entregues aos professores e educadores, que participaram na ação, pelo presidente da Câmara Municipal, pelo Vereador da Educação, Fernando Peixoto, e pelo Diretor do Agrupamento de Escolas de Celorico de Basto, Marcelino Mota, numa ação que pretende, segundo o autarca, “consciencializar a população para uma realidade. É nosso objetivo criar as medidas adequadas para facilitar a acessibilidade daqueles que têm dificuldades de locomoção com projetos que envolvam a comunidade”.

O Diretor do Agrupamento de Escolas de Celorico de Basto salientou a importância destas ações na evolução pessoal de professores e educadores e na promoção e evolução do concelho. “A formação é obrigatória para nos mantermos atualizados e capazes de contribuir ativamente para a evolução do concelho”, referiu.

A formação foi ministrada pela Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade do porto e está acreditada pelo Conselho Cientifico – Pedagógico, tendo sido direcionado a Educadores de Infância e Professores do 1º Ciclo do Ensino Básico.

Esta ação insere-se no programa “Rampa” – regime de apoio aos municípios para a acessibilidade. Este programa surgiu no âmbito de uma candidatura elabora pela Câmara Municipal ao POPH, Programa Operacional Potencial Humano, enquadrado no Eixo Prioritário 6 – Cidadania, Inclusão e Desenvolvimento Social na tipologia 6.5 referente a Ações de Investigação, Sensibilização e promoção de Boas Práticas.

É m programa que tem por objetivo apoiar financeiramente os municípios na construção de cidades e vilas com mobilidade para todos, através da elaboração e implementação de planos ou programas que promovam as acessibilidades nos territórios e nos serviços, com o intuito de eliminar barreiras urbanísticas, arquitetónicas e psicológicas.

Uma candidatura que tem um investimento total de 104.158,44€, com taxa de comparticipação financeira de 71%.

Um projeto que reúne 3 fases principais: a fase de diagnóstico, a realização de ações de formação/sensibilização e a concretização de um plano de ação.

 

 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *