Santo Tirso, Saúde, Trofa

Câmara Municipal e Unidade de Saúde Pública Santo Tirso/Trofa apresentam Plano Local de Saúde

A Câmara Municipal da Trofa e a Unidade de Saúde Pública Santo Tirso/Trofa apresentam, em sessão pública, no próximo dia 20 de Julho, às 21h00, no Auditório da Junta de Freguesia de S. Martinho do Bougado, o Plano Local de Saúde Santo Tirso/Trofa 2011-2016.

 

Numa altura em que as políticas orçamentais apontam para consumos moderados dos recursos existentes, as parcerias e a otimização dos serviços impelem as entidades responsáveis pela saúde para a realização de compromissos sociais, convidando a própria sociedade civil a ser coprodutora nas atividades que promovam a saúde, o bem-estar e a qualidade de vida de toda a comunidade.

 

Neste contexto, o Plano Local de Saúde Santo Tirso/Trofa (PLS) serve para determinar as prioridades, fornecer orientações estratégicas definidas primeiramente a nível nacional, depois regional e finalmente ajustadas ao nível local.

 

Este Plano Local de Saúde é encarado pela Câmara Municipal da Trofa e pelo Unidade de Saúde Pública Santo Tirso/Trofa, como “um instrumento privilegiado para a promoção da saúde e a prevenção da doença, tendo como objetivo final a melhoraria da saúde da comunidade”.

 

Neste contexto, o PLS serve sobretudo para promover estilos de vida saudáveis e para intervir precocemente junto das famílias do Concelho.

 

Desta forma, o Plano Local de Saúde 2011-2016, elaborado pela Unidade de Saúde Pública Santo Tirso/Trofa, que será apresentado a 20 de julho, propõe como Objetivos de Saúde:

1º.  Diminuir a Taxa de Mortalidade Padronizada da Diabetes Mellitus para pelo menos 23 óbitos por cada 100 000 habitantes na população residente do ACeS Grande Porto I entre novembro de 2011 e dezembro de 2016.

2º.  Diminuir a Taxa de Mortalidade Padronizada por Doença CérebroVascular para pelo menos 55 óbitos por cada 100 000 habitantes na população residente do ACeS Grande Porto I entre novembro de 2011 e dezembro de 2016.

3º.  Diminuir a Taxa de Mortalidade Padronizada por Tuberculose Pulmonar, para pelo menos 3 óbitos por cada 100 000 habitantes na população residente do ACeS Grande Porto I entre novembro de 2011 e dezembro de 2016.

 

Esta iniciativa tem por base o compromisso de que “a saúde de toda a comunidade da Trofa depende não só do desempenho dos serviços de saúde, mas igualmente de toda a sociedade civil e suas intervenções comunitárias”.

 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *