Mangualde, Sociedade

Mangualde continua a apresentar «O Nosso Património!» – Reservatório de água de Espinho

A campanha «Mangualde, o nosso património!», promovida pela Câmara Municipal, continua na rua e apresenta agora mais um bem patrimonial. O terceiro monumento a ser apresentado é o Reservatório de água de Espinho. Com o objetivo de aproximar a população ao património de Mangualde continua a dar-se a conhecer à população, quinzenalmente, um dos seus bens patrimoniais.

 

Reservatório de água de Espinho:

As conceptualidades contemporâneas de património determinam que dele faz parte tudo o que o Homem produz, faz ou, simplesmente, toca com a vista. Neste âmbito, já não são apenas os monumentos arquitetónicos ou arqueológicos, mas também os objetos “desclassificados” do dia-a-dia; as coisas “anónimas” avolumam o conceito de Património Cultural.

A arqueologia industrial da água lega-nos alguns exemplares que povoam o nosso horizonte.

O reservatório elevado de água de Espinho ainda é parte ativa da nossa vivência, campeando na paisagem.

Construído em 1988 para servir as populações da Freguesia de Espinho.

 

Assim, aos poucos todos ficarão mais próximos de todo o esplendor patrimonial que têm ao dispor. Nesse sentido, continuam a ser colocados cartazes em vários pontos de encontro do concelho e está disponível no site e na Câmara Municipal informação sobre o monumento/património apresentado. O primeiro monumento a ser apresentado foi a Capela da Nª Sr.ª do Desterro ou Capela do Rebelo e o segundo foi o Dólmen da Cunha Baixa.

 

Com a duração prevista de um ano, o património vai sendo apresentado com uma periodicidade quinzenal e consoante a categoria com a qual foi classificado: arqueologia, pelourinhos, fontes, palacetes e religiosos, bem como outros bens patrimoniais. Cada categoria será representada por uma cor que a distingue das restantes.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *