Póvoa de Varzim, Sociedade

Peregrinação à Senhora da Saúde pela 66ª vez na Póvoa de Varzim

No próximo domingo, 27 de maio, realiza-se a 66ª peregrinação arcipestral em louvor de Nossa Senhora da Saúde.

Esta é uma das celebrações religiosas mais emblemática do concelho que tem lugar no último domingo do mês de Maio e conta com a participação de milhares de fiéis que percorrem os sete quilómetros que separam a Igreja Matriz, na Póvoa de Varzim, da Igreja de Nossa Senhora da Saúde, em Laundos.

O dia da peregrinação tem início com uma missa na Igreja Matriz, às 7h30, sendo que às 9h00 dá-se a saída da Peregrinação em direção a Laundos. Percorridos os sete quilómetros e chegados ao recinto do Santuário da Senhora da Saúde, celebra-se a Eucaristia do Peregrino, este ano presidida por D. Jorge Ortiga, Arcebispo Primaz de Braga. Às 16h00 tem lugar a Oração da Tarde, com recitação do terço e adoração e bênção do Santíssimo Sacramento e, já no final, a cerimónia do adeus a Nossa Senhora da Saúde.

A peregrinação conta entre os seus devotos com uma grande parte de pagadores de promessas, principalmente pescadores da Póvoa de Varzim e de Vila do Conde. São estes homens que carregam, habitualmente, o andor da Senhora ao longo do caminho.

Esta procissão nasceu de uma sugestão apresentada por Maria da Paz Varzim ao Monsenhor Pires Quesado. Em 1944 começaram as preparações e, dois anos depois, surgiu a primeira peregrinação. Ao longo dos anos foram-se juntando a este momento religioso todas as paróquias do arciprestado.

Mas se a peregrinação só acontece no final deste mês, as celebrações em torno da Senhora da Saúde começaram já na noite do dia 13 com a receção da imagem vinda de Laundos, na viatura dos Bombeiros Voluntários da Póvoa de Varzim. O Largo de Santiago encheu-se, uma vez mais, de fiéis que quiseram assistir à entrega da Senhora, ao que se seguiu a habitual procissão até à Igreja Matriz, local onde a imagem permanece até ao dia da peregrinação e onde decorre, às 18h30 e 21h30, a Novena Preparatória da Peregrinação, tendo como intenção “pedir a Maria uma igreja que se alimente da Palavra”.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *