Celorico de Basto, Cultura

“Inovação e conhecimento” marcaram a IV edição da Feira do Livro em Celorico de Basto

“A IV edição da Feira do Livro “Na Rota da Língua Portuguesa” misturou inovação com conhecimento onde foi notória a envolvência da população, através das coletividades, com escritores e individualidades de destaque que transformaram a feira num roteiro cultural por excelência”, palavras do presidente da Câmara Municipal, Joaquim Mota e Silva, que marcou presença no recinto nos 7 dias em que decorreu o certame.

O autarca salientou o tema escolhido para esta edição “Na Rota da Língua Portuguesa” pela grandeza de conteúdo e pelo facto de “dar destaque às vivências de gentes da terra que passaram por países lusófonos. Note-se que esta feira tem por missão abordar temas de alguma forma marcantes através da música e teatro com ênfase, nesta edição, para um grande momento, o sarau “Reviver África”, salientou.

A grande panóplia de livros foi o principal ponto de interesse no certame que tem como principal figura de destaque o patrono da Biblioteca Municipal, Marcelo Rebelo de Sousa. Note-se que o evento foi, ainda mais, abrilhantado pela presença de Isabel Jonet, atual presidente do Banco Alimentar.

O momento alto incidiu no Sarau “Reviver África” moderado pelo patrono da Biblioteca Municipal de Celorico de Basto, e contou com a presença de Joaquim Mota e Silva, presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, Albano Silva, reformado da Função Pública, Fernando Fevereiro, Diretor da Escola Profissional de Fermil, José Machado, Juíz aposentado e ainda o escritor, António Coimbra. Cada um com uma história diferente onde ficou notória a beleza e as dificuldades vividas por terras de África. Segundo Marcelo Rebelo de Sousa “uma terra que, ou se ama ou se odeia”.

A Feira do Livro “Na Rota da Língua Portuguesa” decorreu de 7 a 12 de maio, num espaço novo com todas as condições para receber as centenas de visitantes que passaram pelo certame.

O encerramento do certame decorreu no auditório da Quinta do Prado com a apresentação do livro “Desta maldição de mim” de Luís Jales de Oliveira, numa cerimónia presidida pelo presidente da Câmara Municipal, Joaquim Mota e Silva, pelo vereador da Cultura, Fernando Peixoto e pelo presidente do conselho Geral da Escola Profissional de Fermil, José Carlos Martins Lopes.

Importa mencionar que, ao longo dos dias em que decorreu o evento, os visitantes puderam assistir à peça “Meninos de todas as cores”, a Hora do Conto com o “Auto das bestas” de Alfredo Dobrões, danças e outras interpretações.

O certame apresentou ainda diversas exposições com imagens e outros arfefatos referentes aos países representados.

A IV edição da Feira do Livro permitiu a apresentação de vários livros de escritores nomeadamente, “Angola o Horizonte perdido” de António Coimbra, as várias obras de Alfredo Dobrões como o “Chorão”, “Camas de Papelão” de Álvaro Bastos, entre outros.

A Feira do Livro regressa para o ano, com novo tema, e cada vez mais assente no cartaz cultural de Celorico de Basto.

 

 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *