Mangualde, Sociedade

850 mil euros de apoio a entidades locais de Mangualde

No âmbito do programa comunitário PRODER, a ADD – Associação de Desenvolvimento do Dão, enquanto entidade Gestora Local do Eixo 3, através da metodologia LEADER, apoiou várias entidades locais mangualdenses. São abrangidas uma dezena de entidades, que no total irão efetuar um investimento de 1,5 milhões de euros e que agora terão esta comparticipação pública de cerca de 850 mil euros. Assim, amanhã, dia 9 de maio, pelas 16h00, no salão nobre da Câmara Municipal de Mangualde irá realiza-se a cerimónia de entrega dos contratos assinados com o IFAP e as várias entidades locais, nomeadamente a autarquia mangualdense. Para os devidos efeitos estarão presentes o Presidente da Direção da Associação de Desenvolvimento do Dão (ADD), Leonídio Monteiro, e o Presidente da Câmara Municipal de Mangualde, João Azevedo.

 

No que refere à Câmara Municipal de Mangualde estão contemplados dois projetos, que representam um investimento global de cerca de 170 mil euros, cujo apoio aprovado pela ADD nas acções da Medida 3.2 – Serviços Básicos para a População Rural, rondará os 104 mil euros.

 

As entidades abrangidas, e que amanhã estarão presentes para a assinatura dos respetivos contratos, são: Esboço do Sorriso, Lda.; Esquecer o Tempo, Lda.; M.P. Martins, Lda.; Santa Casa Misericórdia de Mangualde; Freguesia de Abrunhosa-a-Velha; Centro Social e Cultural da Paróquia de Mangualde; Centro Paroquial de Santiago de Cassurrães; True Emotion, Lda.; Programa D’Aldeia-Turismo Rural, Unipessoal, Lda.; Casa da Roda-Turismo Rural, Lda.; Guardião de Histórias – Unipessoal, Lda.; e Município de Mangualde.

 

ADD – Associação de Desenvolvimento do Dão, com sede em Penalva do Castelo, é uma Associação de Direito Privado sem fins lucrativos, de Utilidade Pública, constituída, por Escritura Pública, a 7 de Abril de 1994. A sua área de intervenção abrange os concelhos de Aguiar da Beira, Sátão, Mangualde, Penalva do Castelo e Nelas. Criada com o objetivo de apoiar iniciativas e investimento produtivo, no âmbito da agricultura, indústria, comércio, serviços, turismo, preservação e gestão dos recursos naturais, etc.; insere-se numa região rica em património natural, arquitetónico, arqueológico e cultural

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *