Celorico de Basto, Cultura

Arrancou a IV edição da Feira do Livro “Na Rota da Língua Portuguesa” em Celorico de Basto

Marcelo Rebelo de Sousa e Isabel Jonet abriram ontem, 07 de Maio, a IV edição da Feira do Livro “Na rota da Língua Portuguesa” em Celorico de Basto na presença de centenas de pessoas que, e apesar da chuva, não quiseram faltar à abertura oficial do certame.

“Uma iniciativa que aumenta o seu prestígio pela presença de figuras tão ilustres como Isabel Jonet, presidente do Banco Alimentar e o patrono da Biblioteca Municipal, Marcelo Rebelo de Sousa” foi com estas palavras que o presidente da Câmara Municipal, Joaquim Mota e Silva iniciou as cerimónias de inauguração.

Uma Feira do Livro que incide, nesta edição, nos países de Língua Portuguesa, mostra que é importante dar destaque à cultura e ao ensino, numa mistura entre jovens e idosos “implementando o espírito de sabedoria entre as diferentes gerações”.

O autarca aproveitou a presença da presidente do Banco Alimentar para dar destaque aos dramas sociais mais prementes. “As dificuldades são muitas e, cada vez mais, a autarquia vê-se limitada em dar resposta a todos os pedidos de ajuda, mas não baixa os braços e é nossa prioridade ter meios para combater os dramas sociais como a pobreza envergonhada em que as pessoas têm dificuldades na alimentação. É fundamental desenvolver a economia social para dar resposta às necessidades e fomentar o emprego” enfatizou o autarca.

Isabel Jonet mostrou-se grata por estar presente nesta edição da Feira do Livro destacando, ao longo de toda a sua intervenção, o trabalho feito pelo Banco Alimentar para combater “uma necessidade que não deveria existir”. Note-se que o Banco Alimentar existe há cerca de 20 anos e dá apoio a 2100 instituições com o intuito de “estruturar uma rede de respostas sociais o mais próximas possível de quem precisa de ajuda”.

Uma ação que conta com o apoio de Voluntários e que demonstra que os portugueses são um povo “de capacidades heróicas capazes de enfrentar grandes dificuldades”, palavras de Marcelo Rebelo de Sousa.

Após as intervenções dos oradores foram apresentados os projetos sociais da Câmara Municipal que incorporam o projeto mestre “Câmara Amiga”assim como, as diferentes IPSS’s existentes no concelho.

O Banco Local de Voluntariado de Celorico de Basto teve um papel de destaque pelas funções inerentes relacionadas com a recolha sobretudo, de bens alimentares que serão encaminhadas pela Segurança Social para as famílias que necessitam.

Em dia de abertura o patrono da Biblioteca Municipal, Marcelo Rebelo de Sousa, aconselhou como leitura para os mais jovens as obras de Isabel Alçada e Ana Maria Magalhães e para os mais adultos o livro que será apresentado amanhã, nesta mesma feira, da autoria de António Coimbra denominado “África o horizonte perdido”.

A Feira do Livro “Na Rota da Língua Portuguesa” contou, em dia de abertura, com a atuação de idosos do programa “Celorico a Mexer” que executaram uma dança previamente ensaiada.

As crianças do Centro Escolar de Celorico de Basto interpretaram danças alusivas aos países de destaque neste dia, o Brasil e Timor Leste.

A Feira do Livro estará aberta ao público até às 22h00 e decorrerá até dia 12 de Maio. Todos os visitantes poderão comprar livros, ver as exposições, assistir a peças de teatro e apresentação de livros.

Nesta edição da Feira do Livro “Na Rota da Língua Portuguesa” terão ainda a oportunidade de assistir ao sarau “Reviver África”, no dia 11, pelas 21h00, com a presença do Prof. Doutor Rebelo de Sousa e o Jornalista Júlio Magalhães.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *