Lamego, Sociedade

Capela de Nossa Senhora dos Meninos classificada como Monumento de Interesse Público

A Capela de Nossa Senhora dos Meninos, erguida junto ao Bairro da Ponte, em Lamego, está prestes a ser classificada como Monumento de Interesse Público e fixada uma zona especial de proteção (ZEP), na sequência de uma proposta apresentada pela Direção Regional de Cultura do Norte e da obtenção de um parecer favorável do Conselho Nacional de Cultura. No âmbito deste processo, está a decorrer neste momento o período de consulta pública ( www.igespar.pt), através do qual os interessados podem, até 21 de maio, fazer as suas observações. Caso não surja nenhum obstáculo, a classificação de Monumento de Interesse Público e a respetiva ZEP serão publicadas em Diário da República, data a partir da qual se tornarão efetivas.

A declaração de interesse público para a Capela de Nossa Senhora dos Meninos vem juntar-se a muitos outros exemplares do património arquitetónico do concelho de Lamego distinguidos com idêntica classificação, tornando Lamego, provavelmente, a cidade do país com o maior número de património classificado pelo Instituto de Gestão do Património Arquitetónico e Arqueológico (IGESPAR), por quilómetro quadrado. Recorde-se que Lamego foi uma das primeiras cidades do país a ser sede de bispado, adquirindo um lugar privilegiado na História de Portugal devido ao seu imponente património artístico e beleza peculiares.

Mandada construir pelo Bispo D. Manuel de Noronha, entre 1551 e 1569, a Capela de Nossa Senhora dos Meninos contrasta pela riqueza do seu interior, com o exterior mais sóbrio, mas com pormenores de qualidade. É um edifício que segue, no plano arquitetónico, a linguagem maneirista então em voga.

Implantado no vale do rio Balsemão e próxima de um dos mais tradicionais e populares bairros da cidade de Lamego – o Bairro da Ponte, este templo tem planta longitudinal e representa um testemunho coerente da espacialidade litúrgica barroca. A Direção Regional de Cultura do Norte defende que este imóvel possui uma “notável integridade e uma qualidade artística pouco vulgar num edifício tão modesto, uma verdadeira lição de artes decorativas barrocas que enriquece o património nacional”.

Quem entra pela porta principal, pode observar as talhas, a imaginária, a pintura, a marcenaria, as ferragens e os azulejos. Cá fora, encontra um belo jardim e fontanário. A sua localização, numa zona de transição urbano/rural ainda preservada e com poucas dissonâncias, justifica segundo o IGESPAR, a delimitação da Zona Especial de Proteção. Esta área abrange toda a zona montante do Bairro da Ponte, a mais bem preservada, garantindo desta maneira a integração do percurso de acesso à capela. A ligação histórica e morfológica entre o monumento e o Bairro é assim reconhecida e formalizada nesta proposta.

Objeto de sucessivas ampliações, a Capela de Nossa Senhora dos Meninos reveste-se, para os moradores da zona envolvente, de grande valor artístico e simbólico, lugar de culto ancestral e suporte físico da sua identidade coletiva.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *