Cultura, Guimarães

Inauguração da exposição “O Lugar Onde Vivemos” em Guimarães

Na próxima sexta-feira, dia 27 de Abril, será inaugurada a exposição “O Lugar Onde Vivemos” nos claustros do antigo convento de Santa Clara, actual Câmara Municipal de Guimarães.

A exposição é da responsabilidade do Colexio Oficial de Arquitectos de Galicia e insere-se no quadro de parceria entre o Município e o COAG/Xunta de Galicia que foi iniciada no ano de 2011.

No âmbito desta parceria foram criados novos materiais documentais sobre Guimarães que contribuem para a divulgação do conhecimento sobre a evolução do território vimaranense nos últimos 2000 anos. Trata-se de um Guia e um Mapa, criados pela equipa municipal MAPa2012, que expandem os conteúdos disponíveis acerca de Guimarães.

Os Guias e Mapas servirão, em primeira instância, para as visitas que as escolas galegas e as escolas vimaranenses fazem ao concelho. Este ano Guimarães recebe, entre alunos e professores, aproximadamente 600 visitantes galegos que realizam uma visita de dois dias ao concelho de Guimarães.

A criação destas visitas e dos materiais de apoio faz parte da estratégia do MAPa2012 de divulgação e valorização do património concelhio vimaranense, divulgação esta que não visa apenas aqueles que vêm visitar Guimarães mas também aqueles que aqui vivem e estudam e que, muitas vezes, não conhecem os motivos que ditaram e ditam a transformação do “Lugar Onde Vivemos”.

Assim, este é o mote – “O Lugar Onde Vivemos” – para um processo que abrange outras dimensões, em parceria com os professores e alunos, no sentido de criar uma plataforma de partilha de informação entre o município e os munícipes em que ambos rentabilizem as suas informações e conhecimentos específicos e, assim, haja um processo colaborativo de protecção e valorização do território vimaranense. Território que, como sempre sublinham as intervenções do MAPa2012, não é o de grande valor patrimonial, ou de classificação monumental. É também o património que, todos os dias, evolui à nossa volta e constrói os lugares onde vivemos. A nossa casa, a nossa rua, o nosso bairro, a nossa cidade; integram assim a reflexão que se pretende fazer acerca do que nos rodeia e, assim, compreender porque devemos valorizar o nosso legado.

 

 

 

 

PARCERIA GUIMARÃES – PROXECTOTERRA

 

Em 2011 a Câmara Municipal de Guimarães, através da Divisão MAPa2012, iniciou uma parceria com o ProxectoTerra, um programa do Colexio Oficial de Arquitectos de Galicia (COAG) dedicado à produção de materiais didácticos sobre temas da cultura territorial, urbanística e arquitectónica.

 

Para o MAPa2012, cuja missão se vem concentrando no desenvolvimento de actuações de valorização do património paisagístico, cultural e arquitectónico do concelho de Guimarães, esta parceria constituiu uma oportunidade única, de troca de conhecimento e experiências, encetando um projecto comum para a divulgação do conhecimento nas áreas da história, arquitectura e ordenamento do território vimaranense.

 

A experiência de 12 anos do ProxectoTerra, e o seu trabalho exemplar na formação de gerações mais novas de galegos e galegas em aspectos tão sensíveis do conhecimento do território que habitam e do exercício da cidadania, proporcionam a possibilidade de reforçar e expandir a sua actuação neste âmbito, tornando mais claros os seus objectivos e mais eficazes as suas metodologias de aproximação um público em idade de formação.

 

À semelhança do que até então vinha sendo feito pelo ProxectoTerra com um conjunto de cidades da Galiza, desenvolveu-se um Guia e um Mapa para o concelho de Guimarães, onde inúmeros temas são passíveis de desenvolvimento (da orografia à localização dos parques industriais; das linhas de água aos núcleos populacionais celtas, romanos e visigóticos; das vias romanas às recentes autoestradas;…) e de reflexão.

Com um modelo e da organização da informação foi aperfeiçoado ao longo dos anos pelo ProxectoTerra, mas com objectivos muito abrangentes que são os do MAPa2012, surgem agora estes dois documentos que são únicos pela diversidade de temas e pela abrangência temporal que abarcam, mas também pela lógica colaborativa quer entre os técnicos municipais responsáveis e pela sociedade civil (escolas, historiadores locais) mas também na lógica de Euro-Região Portugal-Galiza.

 

Estes documentos servirão primeiramente de apoio a visitas guiadas ao concelho, num ciclo anual programado de intercâmbios territoriais entre alunos galegos e alunos vimaranenses, podendo também ser utilizados para outros fins turísticos e de divulgação de atractivos do concelhos. Estas visitas servem para que tomem consciência do território construído e como foi a sua evolução no tempo.

 

Com esta parceria da qual se esperam novos desenvolvimentos no futuro, desejamos incentivar a reflexão crítica sobre o estado dos nossos recursos patrimoniais e paisagísticos. Para tal, e partindo de um conjunto de premissas do Proxectoterra e do seu apoio e colaboração, criámos o programa “O lugar onde vivemos”. Um programa ainda em fase experimental, que conta já com a participação de professores de escolas vimaranenses, e que de futuro deseja pôr à disposição de professores e alunos do concelho materiais didácticos adaptados aos diferentes níveis e disciplinas, mas também visa recolher informação, junto daqueles, que seja útil para a melhoria das suas condições de vida, colocando em relevo lacunas específicas do “lugar onde vivem”.

 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *