Cultura, Santo Tirso

19 anos a oferecer os melhores sons da guitarra mundial em Santo Tirso

Acaba de ser apresentada a edição 2012 do Festival Internacional de Guitarra de Santo Tirso (FIGST). Grécia, Portugal, Rússia, Argentina, Turquia, Inglaterra e Alemanha são os países de origem dos guitarristas que vão estar presentes neste festival que vai decorrer, em vários espaços culturais do concelho, entre 11 de Maio e 2 de Junho.

 

A XIX edição do FIGST – que vai ser dedicada à Música do Período Clássico e incluirá uma homenagem ao Fado, património da Humanidade – é promovida mais uma vez pela Câmara Municipal de Santo Tirso com o apoio artístico da ARTAVE e traz a Santo Tirso e a Portugal alguns dos melhores guitarristas mundiais e nacionais.

 

Do programa do FIGST 2012 fazem parte sete concertos a cargo do grego Dimitris Kotronakis (que atuará juntamente com a Orquestra Artave), do quinteto Mourarias dos portugueses Pedro Jóia e Ricardo Ribeiro, da russa Anna Likhacheva, do argentino Roberto Aussel, dos turcos Microtonal Guitar Duo, do inglês Martin Taylor, e do guitarrista/compositor alemão, Wolfgang Lendle, que fechará o festival com o Quarteto de Professores/Solistas da Artave).

 

“O festival só ainda não acabou por já ser uma referência nacional e internacional”, começou por afirmar o presidente da Câmara Municipal de Santo Tirso, Castro Fernandes, na conferência de imprensa de apresentação do evento, mostrando-se desiludido, mas conformado, com a “falta de apoios institucionais ao evento”. Para o Autarca, este festival “marca indubitavelmente a agenda e o coração dos tirsenses”, pelo que, relembra, “cada ano e cada edição representam para nós uma vitória no atual contexto económico do país”.

 

Castro Fernandes não deixou também de informar os jornalistas presentes que “mesmo sob fortes constrangimentos orçamentais” continua a ser uma opção da Autarquia “dar continuidade ao festival”, garantindo-lhe a “qualidade artística que merece”. “É menos uma estrada municipal que se deixa por fazer”, adiantou, avançando com a ideia de que o festival é uma “clara aposta na cultura em contraponto com a crise”, pelo que, o evento jamais poderá ser considerado “um gasto supérfluo”. O presidente da Edilidade Tirsense espera que a edição 2012 volte a contar com “a forte adesão do público”, lembrando “os preços acessíveis das entradas”.

 

Importa referir que os preços dos bilhetes variam entre os dez euros (primeiro e último concerto) e os 7, 5 euros para os restantes cinco concertos, havendo ainda descontos para jovens (cartão jovem + cartão jovem municipal) e seniores (cartão municipal + vida).

 

Por seu lado Alexandre Reis, o diretor da Artave, (entidade a quem a Câmara Municipal de Santo Tirso delegou a direção artística do evento) preferiu dizer que “a qualidade artística do festival impôs-se à redução de custos”, recordou que, em Santo Tirso, vão estar “não os maiores mas os bons guitarristas mundiais” e não deixou de louvar “o esforço económico por parte da Câmara Municipal de Santo Tirso, numa altura difícil para o país e para uma região com dificuldades”.

 

O diretor da Artave referiu ainda que o FIGST – um dos mais antigos festivais temáticos regulares a decorrer no nosso país – “nunca poderia acabar” já que é uma “manifestação cultural de grande projeção nacional e internacional”, e que “continua a projetar o nome de Santo Tirso em todo do Mundo”.

 

Alexandre Reis mostrou-se ainda satisfeito pelo festival ter há muito “fidelizado uma fatia importante do público musicalmente erudito [estudiosos] da região mas também por ter aumentado, de uma forma geral, o público estudantil, sobretudo ligado à música e ao estudo da guitarra”. E finalizou a sua intervenção, relevando “a diversidade musical e a qualidade artística e pedagógica do evento”, lembrando a existência, a par dos concertos, de um “workshop” e de um “master class” dirigidos a alunos e professores da guitarra.

 

Programa:

 

 

DIMITRIS KOTRONAKIS & ORQUESTRA ARTAVE (Grécia/Portugal) – clássica

11 de Maio – 21h30 – Auditório Padre António Vieira, Caldas da Saúde, Areias

 

PEDRO JÓIA E RICARDO RIBEIRO – QUINTETO MOURARIAS (Portugal) – fado

12 de Maio – 21h30 – Auditório Engº Eurico de Melo, Santo Tirso

 

ANNA LIKHACHEVA (Rússia) – guitarra clássica

18 de Maio – 21h30 – Auditório da Biblioteca Municipal de Santo Tirso

 

ROBERTO AUSSEL (Argentina) – guitarra clássica

19 de Maio – 21h30 – Auditório da Biblioteca Municipal de Santo Tirso

 

MICROTONAL GUITAR DUO (Turquia) – novas expressões

25 de Maio – 21h30 – Auditório da Biblioteca Municipal de Santo Tirso

 

MARTIN TAYLOR (Inglaterra) – guitarra clássica

26 de Maio – 21h30 – Auditório Padre António Vieira, Caldas da Saúde, Areias

 

WOLFGANG LENDLE & QUARTETO SOLISTAS ARTAVE (Alemanha/Portugal) – clássica

2 de Junho – 21h30 – Auditório do Centro Cultural de Vila das Aves

 

 

 

Para mais informações (ver fotos, curricula profissional dos guitarristas e ouvir pequenos excertos musicais, etc…) poderá consultar a página: www.festivaldeguitarra.org

 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *