Borba, Sociedade

“O Mármore e o Design – Inovação e Competitividade” debatidos em seminário do PROVERE da Zona dos Mármores em Borba

O auditório do CEVALOR, em Borba, acolheu esta sexta-feira o Seminário “O Mármore e o Design: Inovação e Competitividade”, realizado no âmbito do PROVERE da Zona dos Mármores. Cerca de 70 participantes, entre designers, arquitetos, professores, estudantes, técnicos e empresários, debateram as potencialidades que o design poderá proporcionar no aumento da competitividade do setor dos mármores, apresentando ideias, projetos desenvolvidos ou a concretizar no futuro.

A sessão de abertura contou com a presença do Presidente da Câmara Municipal de Borba, Dr. Ângelo de Sá, da Vice-Presidente do Centro Português de Design, designer Beatriz Vidal, coordenador do Departamento de Formação do CEVALOR, Eng. Nélson Cristo, e responsável técnica da Associação Valorpedra, Dra. Marta Peres. Seguiram-se diversos painéis. O “Mármore como Rocha Ornamental”, pelo professor Ruben Martins, do Departamento de Geociências da Universidade de Évora, abordando os diversos tipos de mármore, centros de produção, custos de produção e venda e inúmeros exemplos de aplicação. O arquiteto Jorge Cruz Pinto, professor da Faculdade de Arquitetura da Universidade Técnica de Lisboa, apresentou “Da Pedra Residual à Pedra Filosofal”, destacando a utilização de resíduos de escombreiras na construção de mobiliário urbano, a exemplo do quiosque da sua autoria construído recentemente em Vila Viçosa, entre outros projetos que poderão vir a ser concretizados. “A Pedra, um Mundo de Possibilidades”, pela designer Susana Paixão-Barradas, professora da Universitat Politècnica de València, que apresentou as experiências como designer de produtos em pedra natural, que incluem diversas peças de mobiliário urbano num projeto designado “PICNIC: A Paisagem e a Pedra”. “Resíduos das Pedreiras de Mármore e Design Sustentável”, pelo professor Carlos Barbosa, coordenador do Núcleo de Design para a Sustentabilidade do IADE, Creative University, e Mestre António da Costa, designer e diretor de empresa, focando a valorização dos desperdícios como matéria-prima no Eco Design.

O período da tarde foi preenchido com visitas a uma unidade de extração de mármore, da empresa Solubema, e uma unidade de transformação, da empresa ETMA.

O PROVERE da Zona dos Mármores resulta de uma parceria que envolve agentes públicos e privados dos concelhos de Borba, Alandroal, Estremoz, Sousel e Vila Viçosa, que partilham uma forte identidade territorial e onde o recurso mármore assume uma importância vital para a sua sustentação económica e social. O consórcio é liderado pelo Município de Borba, onde funciona o secretariado técnico.

 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *