Cultura, Santa Maria da Feira

Livros Miniatura na Biblioteca Municipal de Santa Maria da Feira

A Biblioteca Municipal de Santa Maria da Feira tem patente, até 30 de abril, a Grande Exposição de Livros Miniatura, de João Lizardo, que integra mais de 500 volumes, agrupados em oito categorias. O mais pequeno tem 2,9 por 2,4 milímetros.

 

A exposição abarca toda a história dos livros miniatura. Inclui desde um exemplar do mais antigo tipo de livro miniatura conhecido – uma pequena placa de argila com escrita cuneiforme datado de cerca de 2000 a.C. – até um Livro de Artista, criado em 2009.

 

Os livros encontram-se agrupados em oito categorias: fé, poder, jogo, computar, arte, letras, referência e memória. O mais pequeno dos volumes encontra-se na categoria arte. Trata-se do mais pequeno alfabeto do mundo, com 2,9 por 2,4 milímetros de mancha, cosido e encadernado em pele.

 

O maior, com uma mancha de apenas 67 por 36 milímetros, foi meticulosamente impresso numa gigantesca folha de 370 por 260 milímetros, e é um dos mais excêntricos e raros Livros Miniatura de sempre: trata-se de uma edição da Carta Constitucional da Monarchia Portugueza, impressa em Londres em 1832, da qual se conhecem apenas nove exemplares em todo o mundo.

 

Os livros miniatura, que não excedem 10 centímetros em nenhuma das dimensões, são os mais excêntricos membros do universo dos livros colecionáveis. Mas o mundo dos livros miniatura nada tem de diminuto. É tão antigo como a própria História da Escrita e encerra 4000 anos de histórias surpreendentes.
Há livros tão pequenos que tiveram de ser cosidos com fios de cabelo. Para evitar a trepidação quotidiana, alguns impressores trabalhavam só durante a noite. E houve tipógrafos que quase cegaram tentando talhar e fundir o mais pequeno dos tipos.

 

Não há maior desafio à perícia de um livreiro que a produção de um livro miniatura. O astronauta que pela primeira vez foi à Lua levava consigo um livro miniatura; havia noutros tempos caixas de bombons adornadas por minúsculas histórias infantis; Napoleão Bonaparte não se separava da sua Bibliothèque Portative e alguns mini alfabetos eram feitos de biscoito.

 

Informações

Exposição: Grande Exposição de Livros Miniatura, de João Lizardo

Local: Biblioteca Municipal de Santa Maria da Feira

Datas: patente até 30 de Abril

Horário: de segunda a sexta-feira, das 10h00 às 23h00; aos domingos, das 20h00 às 23h00

Contactos: tel. 256 377 030 ou e-mail bmfeira@gmail.com

 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *