Póvoa de Lanhoso, Sociedade

“Heart Parade” conquista comunidade da Póvoa de Lanhoso

“Heart Parade” é como se chama a iniciativa promovida pela Câmara Municipal que visa promover uma tradição local e sensibilizar para as questões ambientais e que tem vindo a conquistar por entre a comunidade não só a vontade de participar como o interesse em conhecer o resultado final dos trabalhos.

Como vem sendo habitual, os participantes são desafiados a decorar com materiais reutilizados ou reciclados uma estrutura metálica de modo a que se pareça com um coração de filigrana. Este ano, as entidades vencedoras foram a EB1/JI de Simães (1º Escalão) e a Comissão de Melhoramentos de St. Emilião (2º Escalão). Receberam Menções Honrosas a EB1/JI de Garfe (1º Escalão) e a ASSIS – Associação de Solidariedade Social na Integração e Saúde do Norte (2º Escalão).

Os 27 trabalhos (19 a concurso e oito extraconcurso) ficaram em exposição no Largo António Lopes, na Vila, à semelhança de anos anteriores, atraindo a atenção de muitos curiosos.

O concurso dividiu-se em dois escalões: o primeiro constituído por Jardins-de-Infância e EB1´s; e o segundo composto por estudantes dos restantes estabelecimentos de ensino assim como utentes de associações e instituições.

Participaram no primeiro escalão a EB1/JI de Oliveira, o CATL S. Nicolau – Santa Casa da Misericórdia, a EB1/JI de Arrifana, a EB1/JI de Garfe, a EB1/JI de Simães, a EB1/JI de Sobradelo da Goma, a EB1/JI de Taíde e a EB1/JI de Travassos. Participaram no segundo escalão a Associação de Solidariedade Social de Integração e Saúde do Norte, a Casa de Trabalho de Fontarcada, o Centro Social de Sobradelo da Goma, o Centro Social e Paroquial de Garfe, o Centro Social e Paroquial S. Gens de Calvos, a Comissão de Melhoramentos de Santo Emilião e a EB2,3 de Taíde. Extraconcurso participaram Abel Poças, a Associação de Apoio aos Deficientes Visuais do Distrito de Braga, o Centro de Convívio de Esperança, o Centro de Convívio de Friande, o Centro de Convívio de São João de Rei, o Centro de Convívio de Vilela, o Centro de Criatividade e o Centro Teresiano de Verim.

Valor estético, criatividade e originalidade das peças foram os critérios de avaliação tidos em conta pelo júri composto por um representante da área da filigrana, por um representante das artes plásticas e por um representante de cada uma das entidades vencedoras em 2011 (Centro Teresiano de Verim e Associação de Apoio aos Deficientes Visuais do Distrito de Braga). O prémio foi uma tarde na DiverLanhoso para grupos não superiores a 50 pessoas. Muitos destes trabalhos, elaborados com materiais como plástico, metal, papel, tecido, e outros, regressam às entidades de origem para exposição.

A abertura da exposição “Heart Parade” bem como a divulgação das entidades vencedoras decorreu a 16 de março, no âmbito do programa das Festas de São José.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *