Cultura, Santa Maria da Feira

Artistas já preparam Festival Imaginarius em Santa Maria da Feira

Encenadores, coreógrafos, artistas plásticos e músicos já ensaiam para a 12ª edição do Imaginarius – Festival Internacional de Teatro de Rua de Santa Maria da Feira, que se realiza de 25 a 27 de maio, em espaços públicos da cidade. Este ano, são cinco os projetos que envolvem a participação da comunidade local. Três são criações próprias do Festival e dois serão apresentados pela primeira vez no formato rua.

Lee Beagley, encenador inglês, já se encontra em Santa Maria da Feira, onde está a criar um espetáculo de raiz para o Imaginarius com as estruturas artísticas locais, cruzando o trabalho de várias companhias feirenses. Um projeto multidisciplinar, que mistura música e teatro físico. O encenador é mundialmente conhecido pelos projetos teatrais que desenvolve em espaços não convencionais e que permitem uma aproximação do público aos atores.

Duas adaptações para rua

A coreógrafa Filipa Francisco está a trabalhar com dois ranchos folclóricos de Santa Maria da Feira no âmbito do espetáculo “A Viagem”, que será apresentado pela primeira vez em formato rua no Festival Imaginarius. A equipa artística está a desenvolver um trabalho in loco com bailarinos e músicos profissionais de arte contemporânea e bailarinos e músicos dos ranchos folclóricos envolvidos. “A Viagem” é uma fusão de dança contemporânea com folclore.

Também a coreógrafa Madalena Victorino vai adaptar “Vale” ao formato rua, especificamente para o Festival Imaginarius, com a participação de gente da comunidade. Um espetáculo de dança contemporânea que reúne num mesmo palco bailarinos e músicos profissionais e um grupo de aproximadamente 40 pessoas, de todas as idades. A direção musical é de Carlos Bica, que toca ao vivo neste espetáculo. Em 2010, Madalena Victorino venceu o Prémio Autores para a Melhor Coreografia com “Vale”.

Coletivo de 400 pessoas

Em preparação para o Festival Imaginarius está ainda o projeto “Imaginar o Futuro”, que vai juntar várias orquestras comunitárias de Portugal, dirigidas por Aleksandar Caric, diretor artístico da Orquestra Criativa de Santa Maria da Feira. O desafio passa por criar um espetáculo multidisciplinar que, para além da fruição musical, difunda outras linguagens artísticas. A diversidade e a inclusão social são o mote para este projeto que está a ser construído coletivamente, resultado do encontro entre vários projetos artísticos e comunitários promovidos ao longo de vários meses.

 

Antes e durante o Festival, a artista plástica Ana Madureira vai povoar a cidade com “Meus Imaginários Teus”, através de várias intervenções no espaço público. Em três residências artísticas com crianças, jovens e seniores do Concelho, Ana Madureira proporciona uma viagem pelos territórios dos segredos e das ideias mais escondidas e absurdas de cada um.

 

Uma marca diferenciadora

Os projetos que envolvem a comunidade artística, escolar e outras comunidades locais continuam a ser uma marca diferenciadora do Imaginarius e assumem um lugar de relevo na programação do Festival. Este ano, entre criações originais e adaptações ao contexto de rua, celebra-se a capacidade criativa das gentes e territórios de Santa Maria da Feira, e artistas nacionais e internacionais, num elogio à ideia de que a imaginação pode superar as barreiras do real.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *