Cultura, Sociedade, Vagos

Moinhos de vento renascem no distrito de Aveiro – Vagos

Nos próximos dias 30 e 31 de março e 1 de abril, no âmbito do Dia Nacional dos Moinhos, que se assinala a 7 de abril, terá lugar, pelo sexto ano consecutivo, o Dia dos Moinhos Abertos de Portugal, organização da Rede Portuguesa de Moinhos.

Pretende-se mais uma vez chamar a atenção dos Portugueses para o inestimável valor patrimonial dos nossos moinhos tradicionais, de forma a motivar e coordenar vontades e esforços de proprietários, moleiros, organizações associativas, autarquias locais, museus, investigadores, molinólogos, entusiastas, amigos dos moinhos e população em geral. Esta iniciativa contará com grande divulgação e participação a nível nacional pelo que, nesse dia, estarão abertos mais de uma centena de moinhos em todo o país.

Outrora muito comuns e suporte importante da economia local de muitas regiões do distrito, nomeadamente nos concelhos da sua faixa litoral, os moinhos de vento, há várias décadas, deixaram de girar as suas velas no distrito de Aveiro.

 

Nesse sentido, é com redobrada satisfação e destaque que se assinala o facto de um moinho de vento ir voltar a moer no Dia dos Moinhos Abertos este ano. Trata-se de um moinho giratório, de madeira, tipo gandarês, que se situa junto à Casa-Museu Gandareza, a qual se localiza na freguesia de S. António de Vagos. Nesse sentido, no dia 1 de Abril, um domingo, com o apoio do Grupo Folclórico de S. António, Câmara Municipal de Vagos, Companhia de Teatro e Marionetas de Mandrágora, Tuna da Universidade Sénior de Vagos, Confraria “As Sainhas” e Confraria dos Sabores da Abóbora, preparou-se um programa de atividades que pretende assinalar esse importante facto em termos culturais e etnográficos a nível local e regional.

 

Data: 1 de Abril (domingo)

Hora: 15:00 – 19:00 Horas

Local: Casa-Museu Gandareza de Santo António de Vagos

 

Programa detalhado:

 

15:00 Horas – Inauguração oficial da recuperação do único moinho de vento em funcionamento no distrito de Aveiro. Pequenas intervenções da Direção do Grupo Folclórico de S. António de Vagos, representante da Câmara Municipal de Vagos e da Rede Portuguesa de Moinhos, seguida de moagem no moinho com a participação de familiares do antigo construtor e proprietário.

 

16:00 Horas – Representação de pequeno excerto da peça “Casa dos Ventos” por parte da Companhia de Teatro e Marionetas de Mandrágora.

 

16:30 Horas – Animação a cargo do Grupo Folclórico de Santo António de Vagos e da Tuna da Universidade Sénior de Vagos, serviço de bebidas e petiscos regionais, especialmente confecionados com uso de farinha, a cargo da Confraria “As Sainhas”, da Confraria dos Sabores da Abóbora e do Grupo Folclórico de Santo António de Vagos.

 

19:00 Horas – Fim previsto para as atividades.

 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *