Cultura, Felgueiras, Sociedade

Felgueiras promove a terceira edição do Festival do Pão-de-Ló na Assembleia da República

A Assembleia da República foi mais um dos locais escolhidos para a apresentação do III Festival do Pão- de- Ló – Mostra Anual de Pão-de-Ló e Doces Tradicionais”, uma iniciativa que decorre nos próximos dias 31 de março e 1 de abril, nos claustros do Mosteiro de Pombeiro.

Na altura, o presidente da Câmara, Inácio Ribeiro, perante os deputados da Assembleia da República, realçou o crescimento da iniciativa e a importância de aproveitar as mais-valias do concelho, tornando-as mais atrativas.

“Esta ação, desenvolvida pela autarquia, pretende aliar a tradição à modernidade e tornar-se num marco turístico do concelho. Queremos aproveitar o melhor de Felgueiras, como é o caso do pão-de-ló, e dar-lhe uma maior visibilidade”.

O autarca justificou o sucesso da iniciativa e convidou todos a participarem, garantindo que vale a pena.

“Vale a pena visitar o nosso certame e prova disso é a crescente adesão de visitantes, (mais de 10 mil), no segundo ano. Este ano, mais uma vez, o programa promete, por isso contamos também com a presença dos Srs. deputados”.

Inácio Ribeiro destacou a escolha do espaço para a realização do evento e mencionou a variedade de pães-de-ló que estarão expostos.

“O local escolhido para a realização deste evento é o dos claustros do Mosteiro de Pombeiro, uma das grandes referências dos monumentos que integram a Rota do Românico. Os visitantes terão a oportunidade de conhecer um monumento magnífico de referência”.

“Estarão patentes mais de três dezenas de fabricantes de doçarias do país e também expositores da Galiza, bem como fornecedores de outros produtos que combinam com a doçaria no âmbito da oferta gastronómica. Queremos ter uma oferta variada, de forma a irmos ao encontro dos gostos de todos”, concluiu.

Após a intervenção, o presidente ofereceu várias lembranças à presidente da Assembleia da República, Assunção Esteves, entre elas, bordados produzidos na Casa do Risco e obras de Leonardo Coimbra, editadas pela Câmara Municipal.

A presidente da Assembleia da República felicitou o presidente da Câmara pela iniciativa. “ Estas ações são importantes para que nós nos valorizemos, valorizemos a nossa terra e possamos criar um futuro mais luminoso para as gerações futuras”.

Os convidados tiveram oportunidade de provar a especial iguaria de Felgueiras, acompanhada do excelente vinho verde produzido no concelho.

O programa do certame será muito preenchido durante os dois dias de mostra. Genericamente, o festival terá muitos pontos artísticos e festivos, vários espetáculos musicais e de dança, ateliers lúdico-pedagógicos, tertúlias sobre doçaria beneditina, desfiles de bandas de música, entre outros.

As entidades organizadoras do festival são a Câmara Municipal de Felgueiras e a ACLEM – Empresa Municipal. Os patrocinadores são a “Farinha Branca de Neve” e o “Café Delta”; e as entidades parceiras, a saber: Direção Regional de Cultura do Norte (SEC), Entidade Regional de Turismo do Porto e Norte de Portugal (ERTPNP), Rota do Românico (RR), Fundação Luso-Galaica, Confraria do Pão-de-ló tradicional, Associação Empresarial de Felgueiras (AEF), Escola Profissional de Felgueiras (EPF), Ader-Sousa – Associação de Desenvolvimento Rural das Terras do Sousa, Fábrica do Pão-de-ló de Margaride (Leonor Rosa da Silva), Associação de Profissionais de Turismo de Portugal e o Instituto de Planeamento e Desenvolvimento do Turismo.

 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *