Economia, Reguengos de Monsaraz

Reguengos de Monsaraz e Almendralejo assinaram protocolo de cooperação

O Município de Reguengos de Monsaraz e o Ayuntamiento de Almendralejo (Espanha) assinaram na segunda-feira, dia 5 de março, um protocolo de cooperação para a realização de ações de desenvolvimento e promoção de âmbito turístico, cultural e socioeconómico. Nesta ocasião, o Alcaide de Almendralejo, José Garcia Lobato, visitou a vila medieval de Monsaraz, a CARMIM – Cooperativa Agrícola de Reguengos de Monsaraz e a Herdade do Esporão.

 

Estas duas autarquias estreitaram laços de cooperação através do protocolo assinado, que vem reforçar a candidatura apresentada a fundos comunitários pelos municípios de Reguengos de Monsaraz, Almendralejo e Cáceres, em conjunto com a Federación Empresarial Metalúrgica de Valencia, Sociedad para el Desarrollo de la Provincia de Burgos, Instituto de Desenvolvimento Social (Lisboa), Instituto Lucense de Desarrollo Economico y Social, Fundación Centro Europeo de Empresas e Innovación de Talavera de la Reina e Centros Europeos de Empresas e Innovación de Castilla y León. A candidatura foi apresentada ao Programa de Cooperação Territorial SUDOE, denomina-se “Inovação tecnológica e Melhoria da Competitividade” e tem o valor de 2,84 milhões de euros financiado a 75 por cento.

 

Os municípios envolvidos pretendem desta forma realizar projetos nas áreas da inovação e competitividade, promovendo a economia, o empreendedorismo e a inovação tecnológica transnacional. Reguengos de Monsaraz terá um investimento de 400 mil euros para promover a captação de iniciativas empresariais e formação inovadora de caráter tecnológico, dotar as infraestruturas para a promoção e constituição de empresas inovadoras e a criação e manutenção de uma plataforma virtual.

 

Através desta candidatura será desenvolvida pelos parceiros uma rede transnacional de apoio à criação de empresas inovadoras e outra para cooperação e partilha de boas práticas, implementação de uma infraestrutura de novas tecnologias para espaços de formação e a promoção de uma cultura empreendedora nos municípios.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *