Felgueiras, Sociedade

Plano Municipal de Segurança Rodoviária de Felgueiras apresentado

A Câmara Municipal de Felgueiras apresentou, no auditório da Câmara Municipal, o Plano Municipal de Segurança Rodoviária (versão 0) apontando como prioridades diminuir a sinistralidade rodoviária e de peões.

Na sessão foram apresentados o diagnóstico da sinistralidade rodoviária municipal – ao longo dos últimos três anos, os objetivos quantitativos do índice de sinistralidade de segurança rodoviária, e os objetivos estratégicos e operacionais a implementar desde o ano 2012 a 2015.

Este plano visa diminuir os índices de sinistralidade rodoviária em 10%  ao ano, reduzir os acidentes e minimizar as consequências.

Na reunião, o presidente da Câmara Municipal, Inácio Ribeiro sustentou que a segurança rodoviária é uma preocupação da autarquia, que está empenhada em diminuir a sinistralidade no concelho, através não só deste plano mas de outros projetos que estão a ser implementados, dando o exemplo da colocação de sinais luminosos junto à passadeiras de passagem de peões.

O autarca afirmou que “ a segurança deve estar não só nas principais vias de sinistralidade, mas também junto aos grandes fluxos de movimento”, dando o exemplo das escolas.

“Temos tido a preocupação de criar melhores condições de circulação para os peões e para os automobilistas junto às escolas.

A Câmara Municipal está em negociações para adquirir terrenos junto à Escola Secundária de Felgueiras para criação de mais lugares de estacionamento e melhores locais de circulação para os alunos, sempre com a preocupação de melhorar as condições de segurança rodoviária no local”.

Na sessão, Carlos Rodrigues, professor na Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto sublinhou que os planos de segurança rodoviária, além de serem um “instrumento importante para o combate da sinistralidade”, têm também como objetivo abordar permanentemente as questões da segurança rodoviária.

O representante da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária, Artur Teixeira, felicitou o município pelo empenho na criação do plano e elogiou o trabalho efetuado.
O plano consiste em objetivos estratégicos, operacionais e medidas a aplicar.

Com os objetivos estratégicos prevê-se efetuar uma monitorização em tempo real de todos os acidentes, melhorar a segurança rodoviária em ambiente escolar e a melhorar a consciência cívica de condutores e peões.

Os objetivos operacionais são aplicados através da cooperação com a GNR na georreferenciação dos acidentes, da atualização do cadastro rodoviário e sinalética, da educação cívica, da fiscalização da análise de acidentes e tráfego, da intervenção em vias prioritárias, da intervenção junto das escolas de condução e da intervenção junto dos grupos de risco.

As medidas a aplicar consistem na disponibilização de um técnico para a atualização do cadastro, ações de sensibilização nas escolas, ações in loco pelos agentes, projetos de execução, obras de requalificação e beneficiação e introdução de mais medidas de segurança.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

1 comentário

  1. Artur Teixeira esteve presente em representação da ANPC/Porto – Autoridade Nacional de Protecção Civil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *