Loures, Sociedade

Loures inaugura Centro de Interpretação em Bucelas e Circuito de Ribas

No próximo domingo, dia 4 de março, a partir das 15 horas, a Câmara Municipal de Loures inaugura em Bucelas, o Centro de Interpretação e, em Fanhões, o Circuito de Ribas, no âmbito do projeto da Rota Histórica das Linhas de Torres. Este evento, com ponto de encontro marcado para a Praça João Raymundo Alves, junto da EBI de Bucelas, conta ainda com a participação do Exército Português e das Juntas de Freguesia de Bucelas e Fanhões.

 

 

O Centro de Interpretação da Rota Histórica das Linhas de Torres está localizado no núcleo histórico de Bucelas, no edifício do futuro Museu do Vinho e da Vinha. Aqui o visitante poderá recolher informação sobre a complexidade das Linhas Defensivas de Lisboa, e conhecer o esforço das populações locais na construção das fortificações, indispensável à logística da máquina militar organizada para fazer frente à invasão das tropas napoleónicas.

 

O Circuito de Ribas, em Fanhões, que será inaugurado às 17h15, integra várias fortificações da 2ª Linha Defensiva – redutos de Ribas, Mosqueiro e Montachique. Durante o percurso, ao longo da estrada militar ladeada por um escarpamento, num dia límpido, consegue-se uma vista contínua, em todas as direções, desde o rio Tejo à Serra do Socorro.

 

A Rota Histórica das Linhas de Torres (RHLT) é um projeto que visa a salvaguarda, restauro e valorização das estruturas militares que pertencem às Linhas de Torres. Pressupõe a recuperação parcial da parte mais significativa de um sistema de fortificações militares de campo, construído na sua maioria entre 1809 e 1810, com o objetivo de garantir a defesa da cidade de Lisboa, face às invasões do exército napoleónico, durante a Guerra Peninsular (1807-1814). Este sistema defensivo construído a norte da capital, entre o rio Tejo e o oceano Atlântico, afirmou-se como referência na arquitetura e na estratégia militares da história europeia, pela sua extensão (85 km), pelo número de fortificações (superior a 150), pela conjuntura que presidiu à sua edificação (envolvendo portugueses, ingleses e outros aliados europeus), e pela eficácia bélica alcançada, pois determinou o início da derrota de Napoleão.

 

PROGRAMA

 

14h45 – Praça João Raymundo Alves, em Bucelas – Ponto de Encontro

 

15h00 – Inauguração do Centro de Interpretação da RHLT – Homenagem ao esforço das populações na edificação do Sistema Militar

 

Intervenções oficiais:

– Presidente da Junta de Freguesia de Bucelas, Hélio Santos

– Presidente da Junta de Freguesia de Fanhões, António Emídio

– Vice-Presidente da Câmara Municipal de Loures, João Pedro Domingues

– Embaixador da Noruega, Ove Thorsheim

– Presidente da Câmara Municipal de Loures, Carlos Teixeira

 

Visita ao Centro de Interpretação

 

 

17h15 – Inauguração do Circuito de Ribas e visita ao Reduto do Mosqueiro

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *