Cultura, Portimão

Centro de Acolhimento e Interpretação de Alcalar passa a ser extensão do Museu de Portimão

A partir de 1 de março, o Centro de Acolhimento e Interpretação de Alcalar transita da DRCAlg – Direção Regional de Cultura do Algarve para uma gestão conjunta com o Município de Portimão, passando a ser um pólo do Museu de Portimão.

 

Em conformidade, o Centro encerra a partir de 1 de março para obras de beneficiação e programação do plano de atividades, reabrindo no próximo dia 24 de março com diversas iniciativas ligadas à descoberta dos monumentos megalíticos e com um novo horário de terça a sábado.

 

Visitas orientadas, uma oficina de iniciação à cerâmica pré-histórica através da modelação manual e sua cozedura em “soenga” e um primeiro “Sábado em Família” para os mais novos, são algumas das primeiras novidades, devendo os interessados inscreverem-se previamente no Museu de Portimão.

 

A medida surge na sequência de um protocolo assinado entre a autarquia e a DRCAlg, até agora única responsável pelo equipamento, e pressupõe a formação entre as duas entidades de uma comissão técnica de acompanhamento, que irá elaborar um projeto educativo, além de programas de promoção turística e de criação de conhecimento.

 

Situado a poucos quilómetros de Portimão, na estrada entre a Torre e a Senhora do Verde, aquele espaço cultural inclui dois edifícios megalíticos que são parte integrante de um conjunto pré-histórico mais vasto classificado como monumento nacional.

 

O conjunto monumental tem sido objeto de intervenções de pesquisa, salvaguarda e valorização, desde o século XIX, por ser considerado um recurso patrimonial potenciador do desenvolvimento local, convidando a uma viagem temporal de cinco mil anos e fornecendo uma explicação plausível para as mudanças operadas desde essa época.

 

Um dos principais propósitos deste equipamento museológico a céu aberto é o de fomentar o interesse pelo património local, apoiando a capacidade criativa dos utentes através da visita e fruição dos monumentos, nas vertentes lúdica e pedagógica.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *