Cultura, Portimão

Crítica social e muito humor na nova Revista à Portuguesa do Boa Esperança em Portimão

O quotidiano de Portimão e a atualidade política e social dão o mote para mais uma edição da popular Revista à Portuguesa do Boa Esperança, intitulada “Fecha as ‘nalgas’ que vem a Troika” e com estreia marcada para 27 de Janeiro, às 21h00.

Neste espetáculo, que se assume como “um grito de revolta contra o pagamento de portagens na Via do Infante”, o personagem Rabinho dos Bosques promete ajudar instituições bancárias e empresários ricos da nação, enquanto um guru vidente irá tentar dar rumo a este país, “que mais parece uma Casa dos Enredos”.

Com encenação de Carlos Pacheco, que assina os textos originais e também interpreta diversas personagens, a Revista do Boa Esperança tem a participação dos atores Flávio Vicente, Telma Brazona, Lena Paixão, Martim Mendonça e Adriano Marques, que contam com o empenho de uma versátil equipa de bastidores.

Em termos musicais, a fadista Adriana Marques homenageará a algarvia Cidália Moreira, conhecida como a “Cigana do Fado”, sendo o corpo de baile composto por Rosa, Manuela, Adriana, Vanessa, Ricardo e Kiko (coreógrafo).

As atuações têm lugar às quintas e sextas-feiras a partir das 21h00, e aos sábados e domingos às 15h30 e às 21h00, podendo os bilhetes ser reservados entre as 15h00 e as 21h00 pelos números 282 422 976 ou 967 188 290, contactos para onde deverão ser solicitadas mais informações.

“Fecha as ‘nalgas’ que vem a Troika” conta com o patrocínio oficial da Câmara de Portimão e o apoio institucional da Junta de Freguesia de Portimão, sendo parceiros media a revista “Algarve Mais”, o semanário “Barlavento” e as Rádios Alvor e Fóia.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *