Cultura, Sardoal

Património da Humanidade celebrado em Sardoal por João Chora e Dora Maria

Os maiores fadistas ribatejanos da atualidade, João Chora e Dora Maria vão homenagear o Fado, enquanto Património Imaterial da Humanidade, num grande espetáculo a ser levado a efeito no Centro Cultural Gil Vicente, em Sardoal, no dia 25 de fevereiro (sábado), a partir das 21h30m.
O espetáculo, designado “Fado de Corpo e Alma”, conta com uma forte vertente de expressão corporal e de sonoridades universais, pouco habituais nos encontros fadistas.
Na dança, os pares João Paulo/Raquel Alves e Pedro Agudo/Ana Paula vão desenhar coreografias que variam entre o tango, bolero e valsa. Diga-se que Pedro Agudo conta no seu currículo com vários prémios de Danças de Salão.
Os músicos, de excelsa qualidade, são Bruno Mira (guitarra portuguesa), Fernando Maia (viola baixo), Ricardo Alves (flauta transversal), Raquel Quinas (cajon) e o campeão do mundo de acordeão Natanael Teixeira.
Esta iniciativa, cuja produção é da responsabilidade de “João Chora – Produções Musicais” e do Município de Sardoal, pretende celebrar o Fado, enquanto tradição cultural portuguesa, que recentemente foi considerado pela UNESCO “Património Imaterial da Humanidade”.
É um espetáculo de enorme qualidade.
O preço único é de 7 euros, podendo os respetivos ingressos serem adquiridos na bilheteira do Centro Cultural Gil Vicente, de 22 a 25 de fevereiro, entre as 16 e as 18 horas, ou 45 minutos antes do espetáculo.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *