Cultura, Matosinhos

Museu Quinta de Santiago acolhe novo quadro de Augusto Gomes em Matosinhos

Os admiradores da obra do Mestre Augusto Gomes terão em breve a oportunidade de apreciar um dos seus dos mais conhecidos trabalhos, exposto durante anos na sala de estar do Hotel Mercure Batalha, no Porto.
“Festa Popular”, um quadro a óleo sobre madeira, com as dimensões 264 x 238 cm, retrata um ambiente de festa e junta-se, agora, às 54 peças do artista que a Câmara Municipal de Matosinhos detém na sua coleção municipal. Em fevereiro, a peça fará parte de uma nova exposição no Museu da Quinta de Santiago, em Leça da Palmeira.
O quadro “Festa Popular”, propriedade da Portis- Hotéis Portugueses, S.A., Grupo ACCOR, acabou por ser retirado do local onde se encontrava exposto, na sequência da recente alteração estética a que aquela unidade hoteleira foi submetida.
“O Mestre Augusto Gomes é uma referência das artes plásticas do século XX. A Câmara de Matosinhos é a maior colecionadora das obras de Augusto Gomes. Por isso, fazia todo o sentido que este quadro pudesse ser exposto em Matosinhos”, explicou o administrador da Portis, Pierre Saby, que assinou hoje, dia 12 de janeiro, um protocolo com a Autarquia, que prevê a incorporação por depósito de “Festa Popular” por um período de cinco anos.
Nascido em Matosinhos em 1910, Augusto Gomes estudou e lecionou na Escola de Belas Artes do Porto e foi Mestre de muitos pintores. Na sua obra, retratou a evolução de Matosinhos e os seus protagonistas, particularmente os pescadores, as peixeiras, e toda a vasta comunidade piscatória, nas suas grandezas e nas suas tragédias.
“Este quadro é muito diferente. Os quadros de Augusto Gomes que conhecemos são, normalmente, depressivos, quase panfletos de denúncias de problemas sociais. Este é um quadro muito alegre”, disse o Presidente da Câmara Municipal, Dr. Guilherme Pinto, que se fez acompanhar do Vereador da Cultura, Fernando Rocha, na assinatura do protocolo.
A Autarquia organizou, em 2010, um conjunto de eventos que assinalaram o centenário do nascimento do pintor matosinhense, expondo a totalidade das suas obras. Já em 2011, assinou um protocolo com a Fundação Gerardo Rueda que prevê a divulgação e a exposição de obras de Augusto Gomes em Madrid.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *