Cultura, Mação

Filarmónica de Mação comemora 150 anos

Teve lugar no dia 8 de Janeiro uma Sessão Solene no Salão Nobre dos Paços do Concelho em Mação, o primeiro de vários eventos agendados para o ano 2012 assinalando os 150 anos de longevidade da Sociedade Filarmónica União Maçaense e do nascimento de Francisco Serrano.

Foi criada uma Comissão Organizadora das Comemorações com membros da Câmara Municipal de Mação, Filarmónica União Maçaense e Jornal Voz da Minha Terra. Foi definido um programa de actividades que decorrerão ao longo do ano de 2012 culminando, em Fevereiro de 2013 com o lançamento de um Livro sobre os 150 das da Filarmónica.

Após um desfile da Banda pelas ruas da Vila de Mação, e actuação no hall da Câmara Municipal, os muitos presentes rumaram ao Salão Nobre.
A primeira intervenção da Sessão Solene de 8 de Janeiro coube ao Presidente da Câmara Municipal de Mação, Saldanha Rocha. Num discurso marcado pelo reconhecimento do Concelho para com a Banda, referiu que “agradece este Concelho, porque não o podemos fazer pessoal e individualmente a cada um, a todos quantos se dedicaram e dedicam à nossa Banda, às suas Direcções, aos Amigos, ao Público ouvinte, às Instituições congéneres, aos APELOS! Homenageamos também Francisco Serrano que, na Banda como na Vida, cresceu com a convicção de alguém que sabia o que queria. Homenageamos a história do Músico que chegou a Maestro.

Vasco Estrela, em representação da Comissão Organizadora das Comemorações dos 150 anos da Sociedade Filarmónica União Maçaense e do nascimento de Francisco Serrano apresentou o trabalho já efectuado e o programa definido neste âmbito para o ano 2012.
Vasco Estrela afirmou o dever de se comemorar o aniversário da Filarmónica referindo que “amor e dedicação, não têm faltado a todos aqueles que durante 150 anos, fizeram a história da Sociedade Filarmónica União Maçaense. Se há neste Concelho uma Instituição que tem um carácter abrangente a todo o território Concelhio, essa Instituição é a Sociedade Filarmónica União Maçaense. O papel cultural, educacional e social que desempenhou e desempenha, deve ser merecedor de todos os elogios e consideração da população do concelho de Mação.” Os 150 anos do nascimento de Francisco Serrano são também comemorados em 2012 tendo Vasco Estrela referido que “ao homenagearmos Francisco Serrano por ocasião dos 150 anos do seu nascimento, estamos a homenagear Mação que ele tanto amava, as suas gentes, a sua história. No fundo estamos a fazer justiça a este povo e a esta terra, homenageando um dos melhores, que quis que Mação fosse sempre melhor, enaltecendo tudo aquilo de bom que Mação tinha.”

Por último, tomou palavra José Costa, Presidente da Direcção da SFUM que, falando nos 150 anos de resistência e crescimento da Filarmónica disse que “todos sabemos que as Filarmónicas ou Bandas de Música são consideradas das mais genuínas expressões da cultura musical popular e do associativismo comunitário e recreativo. Por isso, estas têm sido, no decurso dos tempos, importantes espaços de ocupação criativa dos tempos livres dos jovens e demais cidadãos de umas das principais formas de promoção da educação artística em Portugal. A longevidade é rara nas pessoas e muito mais nas Instituições, mormente nas Associações desta natureza. Por isso, foi criada a Comissão Organizadora das Comemorações dos 150 anos da Sociedade Filarmónica União Maçaense e do nascimento de Francisco Serrano, para homenagear os seus Fundadores, todos os voluntariosos e briosos músicos que, ao longo destes anos, participaram no engrandecimento da sua História, todos os seus Maestros, pelo gosto artístico, muita dedicação e empenhamento, todos os que abnegadamente pertencerem aos Corpos Sociais, todos os que pelo seu incentivo e dádivas contribuíram para a sua reconstituição ou manutenção, bem como homenagear os actuais: Maestro, Músicos e Corpos Sociais.” Por fim, José Costa referiu que “graças ao “amor bairrista” e ao gosto popular pela música, a Filarmónica Maçaense criou raízes de um modo inquestionável nesta Vila de Mação e foi escola de valores para todos os que por lá passaram e continuará a ser no futuro.”

No final da Sessão o Presidente da Câmara Municipal fez um agradecimento público do Concelho de Mação à Direcção da Sociedade Filarmónica União Maçaense oferecendo uma Lembrança e entregou a cada um dos Músicos e ao seu Maestro um Diploma pela participação nas Comemorações, por toda dedicação e trabalho desenvolvido na Banda.

A próxima iniciativa no âmbito das Comemorações terá lugar no dia 5 de Fevereiro com a já habitual Festa do Senhor das Encruzilhadas, Padroeiro da Banda. Nesta Festa terão lugar dois momentos de Homenagem, uma a Jaime Reis, antigo Maestro já falecido que muito trabalho desenvolveu pela Banda recuperando o Nicho do seu Padroeiro e compôs também o Hino da Banda de Mação. Também José Simões, antigo Presidente da Junta de Freguesia de Mação e membro muito activo da Filarmónica durante largos anos será Homenageado pela dedicação à Banda e à Música em Mação.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *