Cultura, Póvoa de Lanhoso

O “Quebra Nozes” na Póvoa de Lanhoso

As terras de Lanhoso vão receber, pela primeira vez, um espetáculo de ballet clássico. Trata-se de o “Quebra Nozes” de Tchaikovsky que o Centro de Dança do Porto apresenta já no próximo dia 21 de janeiro (sábado), pelas 21h30, no auditório de Fontarcada, espaço onde a Câmara Municipal vai centralizar parte da estratégia cultural para o concelho.

Este espetáculo insere-se ainda no âmbito do programa das Comemorações dos 10 anos de reabertura e de programação cultural do Theatro Club, que dedica o mês de janeiro à temática da Dança.

Desta forma, os povoenses e suas famílias poderão assistir à versão reduzida e narrada, com cerca de 80 minutos, de “O Quebra Nozes”, um espetáculo para maiores de três anos. Trata-se de uma oportunidade, por certo, por muitos ansiada e, por isso, a não perder, pois, como já foi referido, é a primeira vez que o nosso concelho acolhe este tipo de espetáculo, que vai envolver cerca de 40 bailarinos.

Esta parceria com o Centro de Dança do Porto resulta da participação deste na iniciativa ENCONTRARTES, que envolveu entidades de dentro e de fora do concelho numa mostra de diferentes experiências e linguagens artísticas da tradição ao contemporâneo. Neste espetáculo, o Centro de Criatividade da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, entidade residente no Auditório de Fontarcada, assegura a produção local e dá continuidade à estratégia de atrair para a Póvoa de Lanhoso parceiros com qualidade e preocupações artísticas que possam contribuir para o desenvolvimento e cultura locais.

O preço dos bilhetes deste espetáculo, para qualquer lugar, é de 10 euros para adultos e de 5 euros para crianças. As crianças com idades entre os três e os cinco anos não pagam bilhete, desde que fiquem sentadas ao colo.

“Quebra Nozes” foi composto por Tchaikovsky e refere-se a uma estória natalícia em que a fantasia e magia, típicas do romantismo, contam as aventuras de um quebra-nozes de aparência humana, vestido como um soldado, mas que tem as pernas e a cabeça de tamanho desmesurado.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *