Educação, Santo Tirso

17 Escolas do Concelho de Santo Tirso incritas no programa ecoescolas

A Câmara Municipal de Santo Tirso acaba de renovar o protocolo de parceria que celebrou há mais de dez anos com a Associação Bandeira Azul da Europa (ABAE) pelo qual se comprometem a desenvolver no Município de Santo Tirso o programa Eco-Escolas, visando a promoção da Educação Ambiental e da Cidadania nas escolas do concelho.

Lembramos que o programa nacional Eco-Escolas tem por objetivo “Encorajar, reconhecer e premiar o trabalho desenvolvido pelas escolas na melhoria do seu desempenho ambiental e na sensibilização para a necessidade de adoção de comportamentos mais sustentáveis”.

Importará  referir que, para o corrente ano letivo 2011/2012, estão inscritas as seguintes 17 escolas do concelho:

Escola Secundária D. Dinis (Santo Tirso);

EB 2,3 de Vila das Aves;

EBI Aves –  Escola da Ponte;

EBI de S. Martinho do Campo;

Escola Prof. Agrícola Conde S. Bento (Santo Tirso);

Colégio de Santa Teresa de Jesus (Santo Tirso);

Escola Sec. Tomaz Pelayo (Santo Tirso);

EB 2,3 de S. Rosendo (Santo Tirso);

Escola Profissional de Serviços Cidenai (Santo Tirso);

Instituto Nun’Alvres (Areias);

Oficina –  Escola Profissional do Instituto Nun’Alvres (Areias);

EB 2,3 d’Agrela (Agrela);

Centro Infantil de Santo Tirso;

Casa de Beneficência Dias Machado (S. Martinho do Campo);

Escola Básica Integrada de S. Tomé de Negrelos;

EB1/JI da Ermida (S. Cristina do Couto);

Escola Secundária D. Afonso Henriques.

Nestas escolas serão reforçados os hábitos de participação e cidadania, visando a disseminação de uma metodologia de abordagem das questões ambientais inspirada na Agenda 21”, e que, grosso modo, poderemos simplificar em sete passos:

1 – Conselho Ecoescolas;

2 – Auditoria Ambiental;

3 – Plano de Ação;

4 – Monitorização e Avaliação;

5 – Trabalho Curricular;

6 – Divulgação;

7 – Ecocódigo”.

Nunca é  de mais relevar que Santo Tirso foi considerado pela Fundação para a Educação Ambiental em Portugal – Associação Bandeira Azul da Europa (FEAP/ABAE) o “Município do Ano 2004”, tendo sido premiado nos últimos três anos com o prémio “Município ECO-XXI”, recebendo, por isso, a consequente Bandeira Verde.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *