Sociedade, Vila Real de Santo António

Autarquia de VRSA entrega novo veículo de comando táctico aos bombeiros voluntários

A Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vila Real de Santo António recebeu um novo veículo de comando táctico (VCOT) para agilizar e auxiliar as operações de socorro e assistência.

 

A aquisição da viatura foi efectuada pela Câmara Municipal de VRSA, na sequência de uma candidatura apresentada pela Comunidade Intermunicipal do Algarve (Amal) ao Programa Operacional Regional do Algarve (PO Algarve 21) – Eixo II – Protecção e Qualificação Ambiental, medida Prevenção e Gestão de Riscos Naturais e Tecnológicos.

 

O veículo foi entregue na segunda-feira, em Faro, numa cerimónia em que estiveram presentes o vice-presidente da Câmara Municipal de Vila Real de Santo António, José Carlos Barros; o comandante dos Bombeiros Voluntários de VRSA, Paulo Simões; assim como o presidente da corporação José Neto.

 

Além de VRSA, também as Câmaras Municipais de Alcoutim, Aljezur, Lagos, Monchique, São Brás de Alportel e Vila do Bispo entregaram às respectivas associações humanitárias os veículos em causa.

 

Uma vez que no município de Castro Marim não existe corpo de bombeiros (o de VRSA é comum a Castro Marim), esta autarquia atribuiu o seu VCOT aos bombeiros de São Bartolomeu de Messines.

 

Ao ceder este novo veículo de comando táctico aos bombeiros vila-realenses, a autarquia está empenhada em contribuir para a diminuição das carências de meios técnicos na área da protecção e socorro, as quais se encontram devidamente inventariadas pelo Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Faro.

 

Esta é a primeira fase de transferência de equipamento adquirido pelos municípios para os corpos de bombeiros, ao abrigo da candidatura promovida pela AMAL ao PO Algarve 21, que conta com um investimento de 4 milhões de euros, co-financiados em 60 por cento pelo Feder.

 

Este projecto faz parte de uma estratégia de âmbito regional que visa dotar os 17 corpos de bombeiros de novos meios técnicos na área da protecção e socorro.

 

Os veículos agora cedidos integram assim uma das três componentes de equipamento a ser adquirido pelas autarquias até ao final do primeiro semestre de 2013.

 

Na globalidade, está prevista a entrega de 30 viaturas (17 de comando táctico, 1 de socorro e assistência táctico, 9 florestais de combate a incêndios e 3 urbanas de combate a incêndios), bem como a cedência de equipamento de protecção individual e de equipamento para a base de apoio distrital.

 

 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *