Sociedade, Vila do Bispo

Zonas Ruais do Município de Vila do Bispo Eletrificadas

O Município de Vila do Bispo vai investir cerca de € 522.000,00 na electrificação de 19 núcleos rurais do Concelho. Neste âmbito, a EDP entregou, no passado dia 9 de dezembro à Autarquia, os respetivos projetos de execução de eletrificação daqueles 19 lugares, que abrangem as cinco freguesias do Município.

Na cerimónia de entrega que decorreu no Salão Nobre da Câmara Municipal, o Presidente da Câmara Municipal, Adelino Soares, agradeceu à EDP, representada pelo diretor da Rede de Clientes do Sul da EDP, Engenheiro José António Marmé, bem como pelos Engenheiros Martins da Silva e António Charrua, pela cedência gratuita destes projetos que representam um investimento de € 31.873,65.

Segue-se a fase do lançamento da abertura do concurso público para a execução da empreitada cujo valor base rondará os € 522.000,00, obra que deverá estar concluída no final de 2012.

A eletrificação rural, numa extensão total de 7Km, irá abranger um total de 19 núcleos, satisfazendo assim o interesse de 51 pedidos por parte de munícipes para que a Câmara Municipal procedesse à eletrificação rural daqueles 19 lugares.

Assim, Capelas, Malhadal, Vale Galego, Ponte dos Lagos, Famaguda, Rio Ponto Capelas e Barradinha são os núcleos a eletrificar na Freguesia de Barão de São Miguel. Para Budens está previsto eletrificar o Caminho das Furnas, Zimbral – Vale de Boi, Fontainhas e Monte Novo. Na Freguesia da Raposeira serão eletrificados os lugares de A-da-Mestra e Gasga, e para a Freguesia de Sagres está previsto intervir na Botelha e Catalão. Quanto à Freguesia de Vila do Bispo serão eletrificados os núcleos da Quinta Passarinha, Monte das Passadeiras, Monte Cascalhar e Senhora do Amparo.

Refira-se que a realização da obra foi alvo de candidatura ao Programa PRODER – Ação 1.6.5 – “Projetos Estruturantes” que já foi aprovada pelo Ministério da Agricultura, Desenvolvimento Rural e das Pescas, pelo que será financiada em 75% por programas comunitários. Os restantes 25% serão suportados pela Câmara Municipal.

De salientar ainda, e tendo em conta o parecer técnico do Instituto da Conservação da Natureza (ICNB), as linhas elétricas de 5 troços, cerca de 1,5 km, serão subterrâneas para minimizar impactes sobre a avifauna e sobre a paisagem.

A electrificação dos troços rurais visa promover a sustentabilidade daqueles espaços, revitalizando assim económica e socialmente a atividade agrícola do concelho.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *