Cultura, Santo Tirso

Feira de Arte no Centro Cultural de Vila das Aves em Santo Tirso

Pelo quarto ano, a Câmara Municipal de Santo Tirso em parceria com a GESTO – Cooperativa Cultural promovem a partir de 9 de dezembro de 2011, uma Feira de Arte. Esta iniciativa terá lugar no Centro Cultural de Vila das Aves, onde permanecerá até dia 6 de janeiro do próximo ano.

Nesta exposição e venda de produtos culturais podem encontrar-se pinturas, gravuras, serigrafias, livros, discos objetos de design, mas também artesanato e doçaria tradicional.

Esta Feira de Arte surge no âmbito do movimento cultural IDENTIDADES e da «teia de relacionamento intercultural»  desenvolvida desde 1996 a partir do Porto com pessoas e instituições não apenas de Portugal, mas também de Moçambique, Cabo Verde e Brasil.

A partir de um grupo de docentes e estudantes da Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto e do apoio da GESTO – Cooperativa Cultural, o movimento foi estabelecendo «uma complexa teia cruzada de relacionamento entre um considerável número de artistas, estudantes e professores de arte, interventores culturais e no desenvolvimento, entre comunidades locais e instituições educativas e culturais, que aproximaram vivências, experimentações, práticas e saberes, ideias e utopias.

O quadro de relacionamento criado estabelece-se fundamentalmente entre pessoas, mas alimenta o espaço alargado da cooperação entre as instituições envolvidas, e tem incidência local, entendido não como um campo de isolamento mas, pelo contrário, numa dimensão intercultural e alicerçada no conceito de teia».

Em grande parte provenientes de diferentes países, como reflexo da «teia de relacionamento intercultural»  do movimento IDENTIDADES, alguns dos produtos culturais em exposição nesta Feira de Arte têm, porém, proveniência local, mostrando-se, desta forma, o que de mais representativo se faz no município de Santo Tirso e em concelhos limítrofes, em diferentes áreas, desde a doçaria tradicional aos objetos de design.

Desta forma, podem encontrar-se nesta Feira de Arte trabalhos de Ângela Vidal Pinheiro, de Ana Maria Antunes, de Júlio Portela, do Projecto A2, as peças de cerâmica da Fundação Castro Alves (Bairro, Vila Nova de Famalicão), mas também os produtos regionais confecionados no Mosteiro de Singeverga e Mosteiro de Santa Escolástica (ambos de Roriz), bem como da Escola Profissional Agrícola Conde S. Bento, da empresa Equação – Comércio Justo e d’A Farrapeira (feira de papel).

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *