Estarreja, Sociedade

Câmara apoia o Carnaval de Estarreja

O presidente da Câmara Municipal, José Eduardo de Matos e o presidente da direção da Associação de Carnaval de Estarreja, Marcos Tavares, assinaram o contrato programa que estabelece os termos da parceria das duas entidades tendo em vista a organização da edição de 2012 do Carnaval.

 

O protocolo prevê a atribuição de um subsídio de 31.950,00 € à organização do Carnaval de Estarreja 2012, aprovado por maioria, com duas abstenções, em reunião de Câmara. Regista-se uma diminuição de 10% no valor global relativamente a 2011, acompanhando a política de contenção global orçamental da autarquia.

 

O contrato programa é uma ferramenta que pretende uma evolução na continuidade do trabalho partilhado, nomeadamente no correcto estabelecimento e definição de tarefas de cada uma das partes, pretendendo-se “manter a gestão rigorosa e financeira deste grande evento”, afirma Abílio Silveira, Vice-presidente da Câmara Municipal e responsável pelo Pelouro dos Eventos, que realça “o inegável interesse concelhio e público, designadamente no plano turístico, cultural e humano que o Carnaval de Estarreja representa”.

 

O Carnaval assume-se como “o maior evento de Estarreja, fazendo já parte da história concelhia em termos culturais. Para além de um número elevado de Estarrejenses, de todas as idades e freguesias, que participam no evento de forma direta e que há longa data o preparam de forma empenhada, é uma data vivida em Estarreja de forma muito intensa, trazendo até nós muitos forasteiros e ao mesmo tempo, traduzindo-se no maior cartaz da nossa terra”.

 

Num olhar à parceria que o Município tem vindo a estabelecer com a ACE, Abílio Silveira considera que “o balanço é francamente positivo, bem evidente nas contas da ACE, assim como no mediatismo que o Carnaval de Estarreja tem vindo sucessivamente a assumir em termos de meios de comunicação social, muito benéfico para a nossa terra e sua imagem positiva”.

 

O autarca evidencia “a gestão empenhada e cuidada da ACE, bem evidente nos resultados financeiros e nos resultados em termos de ‘movida’ e de finalidade popular dos desfiles”.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *