Arouca, Sociedade

De ETAR a Viveiro Municipal – Arouca

Com o passar do tempo, a antiga ETAR da Pimenta acabou por esgotar a sua capacidade de tratamento. Dimensionada para 5000 habitantes, foi encerrada aquando da entrada em funcionamento da nova ETAR da Ribeira. Agora, depois de renovada, a antiga ETAR da Pimenta dá origem ao Viveiro Municipal, um espaço que, mais do que um local de produção de flores e plantas para ornamentação dos espaços públicos, tem objectivos pedagógicos, sociais e lúdicos. O espaço foi dado a conhecer no passado dia 18 de Novembro, com a presença do presidente da Câmara.

 

A visita ao espaço, conduzida pela vereadora do pelouro do Ambiente, Isabel Vasconcelos, começou junto ao tanque de decantação. Funcionando, hoje, como reservatório de água de nascente, este tanque alimenta todo o sistema de rega do espaço.

 

Onde anteriormente funcionava o digestor anaeróbio poderão vir a germinar sementes, e prevê-se, ainda, a reconversão do decantador secundário num viveiro piscícola.

 

Junto à estufa, há já uma quantidade interessante de plantas, em adaptação ao ar livre, antes da sua colocação no espaço público. Mas é na antiga zona de secagem de lamas que a surpresa é maior. Ali surgiu uma estufa, onde predomina o verde, e, aqui e além, já se vêem as primeiras manchas coloridas: as flores. Sardinheiras, amores-perfeitos e outras plantas ornamentais já se podem considerar «filhas» deste viveiro.

 

O edifício de apoio à estrutura, devidamente reconvertido e equipado, está pronto a funcionar como espaço de apoio à jardinagem, bem como para a dinamização de projectos pedagógicos e lúdicos a desenvolver com a comunidade. Também a pensar nesse envolvimento, o espaço exterior foi relvado, e poderá facilmente acolher oficinas de verão.

 

Uma ETAR é um espaço de reconversão. Esta, em concreto, depois de reconvertida, serve agora um propósito mais consentâneo com o equilíbrio ambiental. Daqui sairão, muito em breve, plantas, flores, árvores que farão, também elas, parte da nossa comunidade.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *