Sociedade, Vagos

ADELO entrega contratos do PRODER aos beneficiários de Vagos

Realizou-se, no passado dia 16 de novembro de 2011, no edifício da Câmara Municipal de Vagos, a sessão pública de entrega dos contratos de financiamento dos projetos aprovados no âmbito do Eixo 3 do PRODER_LEADER – AD ELO.

A entrega destes contratos surge na sequência do 2º Aviso de Concurso decorrido entre 15 de setembro e 15 de outubro de 2011. Para o concelho de Vagos foram aprovados cinco projetos com um investimento total avaliado em 857 mil euros, e com um montante de comparticipação aos beneficiários na ordem dos 413 mil euros.

A sessão teve o seu inicio com um enquadramento efetuado aos projetos do Programa LEADER AD ELO, pelo Diretor Executivo da ADELO- Associação para o Desenvolvimento Local da Bairrada e Mondego, Mário Fidalgo. Seguiu-se a entrega dos contratos pela mão do Sr. Presidente da Câmara Municipal, Rui Cruz, aos beneficiários dos projetos.

No final, o Presidente da autarquia vaguense, aproveitou para dirigir algumas palavras de agradecimento à ADELO “pela dedicação que tem mostrado ao Município de Vagos, na gestão dos fundos comunitários” e “no empenhamento para com o município na tarefa árdua de promover o seu desenvolvimento”. Uma segunda palavra de agradecimento foi dirigida às entidades que concorreram com as suas candidaturas, por serem “um contributo decisivo para que o Município de Vagos consiga conquistar, neste quadro comunitário de apoio, fundos num volume financeiro que não tem conquistado em quadros anteriores”. O Presidente afirmou ainda, ser “um sinal de vitalidade”, mas também “um sinal de que as pessoas hoje, no município de Vagos, estão mais conscientes e mais sensibilizadas para os fundos comunitários”.

Numa última nota, refere que “todos os meios, todas as alavancas e instrumentos financeiros que possam promover o concelho são bem-vindos” quer sejam por iniciativa pública ou privada, aproveitando aqui para saudar as duas candidaturas privadas aprovadas por “contribuírem, de forma decisiva, para o desenvolvimento local porque os seus objetivos não deixam de ser idênticos aos das instituições públicas ou de utilidade pública”.

Dos projetos aprovados dois pertencem a Instituições de Solidariedade Social: a Comissão de Apoio Social e Desenvolvimento de Santa Catarina (CASDSC) e a Associação Boa Hora.

Para a Comissão de Apoio Social e Desenvolvimento de Santa Catarina o projeto prevê a aquisição de equipamento para um parque de atividades adaptado, uma viatura para transporte de crianças e jovens e equipamento informático.

No caso da Associação Boa Hora, o projeto contempla a requalificação de um edifício e aquisição de transporte para a população jovem e idosa.

O projeto do Município de Vagos “Criação do C3 – Centro de Cultura e Ciência” prevê a refuncionalização da Escola do 1.º Ciclo do Ensino Básico (CEB) da Parada de Cima para a criação do C3 – Centro de Cultura e Ciência, transformando este espaço característico num centro de recursos para a Educação em Ciências e numa estrutura dedicada à promoção e divulgação da Ciência para a população em geral.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *