Ansião, Sociedade

Ciclo do Pão apresentado no passado Sábado em Ansião

Foi apresentado ao final da manhã do sábado, 5 de Novembro, na serra do anjo da Guarda, em Pousaflores, o projecto de divulgação turística e etnográfica Ciclo do Pão.  Baseado em estruturas existentes naquela serra, na tradição do cultivo dos cereais e sua transformação em pão e nas vontades de entidades como a Liga dos Amigos da Gramatinha, junta de freguesia de Pousaflores e município de Ansião, este projecto apoiado pelo PRODER funcionará doravante, aberto a visitas de turistas mas também pensado para grupos escolares.

O Ciclo do Pão  é constituído desde logo por um edifício onde, a par de uma loja de produtos endógenos e de um pequeno bar, funciona o espaço de cozedura do pão. Ali, devidamente orientados, os visitantes poderão amassar o seu próprio pão e, mais tarde, tirá-lo do forno. A poucos metros, mais acima na serra, funciona um moinho de características únicas, operado apenas por um homem e rodando na totalidade sobre si próprio em busca do melhor vento.

Numa abertura que contou com a presença do presidente da entidade regional de turismo do centro, Pedro Machado, foi destacada a importância da aceitação e acolhimento destes projectos, desde logo, pelas populações locais, tanto de Pousaflores como do concelho de Ansião, na sua generalidade. Uma aceitação comprovada pelas dezenas de participantes nesta abertura que, depois de descerrada a placa alusiva ao momento, subiram à serra, ouviram as explicações do moleiro e, depois, recolheram à cozinha onde, de forno quente, assistiram ao enfornar e desenfornar do pão.

Um convívio gastronómico e endógeno colocou um ponto final num momento simbólico que lança um novo produto, uma nova forma de atracção turística e também um pretexto diferente para visitar um dos locais mais bonitos do concelho.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *